Topo

MC Gui esnobou menina de 5 anos com câncer, relata mãe da garota

O funkeiro MC Gui - Divulgação/Andrea Dallevo
O funkeiro MC Gui Imagem: Divulgação/Andrea Dallevo

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

29/10/2019 14h54

Depois do vídeo que postou rindo de uma menina na Disney, MC Gui se vê envolvido em nova acusação de tratar mal crianças. A comerciante Micheli Berbel relatou em suas redes sociais que o cantor esnobou sua filha, Raiani, na época com cinco anos, durante um show em 2015. A menina tinha câncer e morreu em 2017.

No relato, Micheli contou que o sonho de Raiani era conhecer o funkeiro. A oportunidade apareceu em 2015, em um show do cantor do interior de São Paulo. Mas segundo a mãe, nos bastidores do show MC Gui esnobou a garota, que já estava em tratamento contra o câncer, e só mostrou um pouco de atenção no palco.

"Ele chegou, a gente estava esperando, estava meio chuvoso, eu estava em uma das portarias. Ele pegou ela no colo e levou para um lugar onde tira foto. Até aí tudo bem, normal de um artista. Só que nós entramos junto com ele e lá ele deixou a gente. Ele entrou em um lugar onde tinha uma mesa de frutas, um camarim dos artistas. Fazia tempo que a gente estava ali. Quando a gente foi entrar atrás dele, a mãe dele barrou a gente na porta e falou que não era pra entrar e que as fotos já tinham sido tiradas", conta, em entrevista ao UOL.

Micheli diz que, quando MC Gui saiu novamente do camarim, ele continuou sem dar atenção para a menina. "Sentamos em uma poltrona que tinha lá, ele terminou a bagunça dele lá dentro. Fiquei muito nervosa. Ele chegou do lado, só comprimento, e continuou com o celular. Como ele é molecão ele estava só conversando no celular. Ele não parava, e ela ficou tristinha, porque ela foi ali para ficar com ele, não para tirar foto com ele. O sonho dela era estar com ele, abraçar ele", diz.

Quando se está fazendo quimioterapia as pessoas ficam bem debilitadas. Quando se está fazendo químio não se come muito, mas seria plausível ele deixar entrar, pegar uma frutinha, dar pra ela. Eu me lembro bem que no finalzinho deram uma frutinha, mas não foi ele, foi outro artista.

Micheli conta que, depois, o cantor convocou a menina para o palco, onde enfim se apresentou e abraçou Raiani. Mas a comerciante não ficou feliz. Em seu post, ela já havia dito que sentiu que a filha foi usada em público.

"Tudo que aconteceu ali foi ilusão de ótica. Entrou de início tem um pessoal lá: [Raiani] abraçou, tirou foto. Quando nós estávamos sozinhas ele não deu nem atenção, e a câmera da Band estava ali presente todo momento, então não tem como ele falar 'não fiz'. Eu também não teria por que inventar, eu só desabafei no meu Face", ressalta.

A comerciante também se espantou com a repercussão de seu post, uma vez que não esperava que suas palavras parassem na mídia, e diz estar sendo criticada e atacada. Por isso, ela apagou a postagem.

"Eu sou uma pessoa muito humilde, não tenho condições psicológicas de ficar diante dessas críticas", desabafa.

Micheli diz que, inclusive, na época, não quis se manifestar justamente por conta do medo da possível repercussão, mas que o caso ocorrido na Disney a fez querer falar.

"Na época eu não quis contar isso porque eu sabia que ia repercutir, que as pessoas iam vir contra mim. Como eu estava muito debilitada, eu passei um tempo com depressão, eu não queria cair na mídia. Fiquei muito revoltada com aquilo, mas fiquei em paz, agradeci e segui minha vida. Quando eu vi ele fazendo aquilo com a menina do ônibus eu me senti mal, voltei lá no passado, aí eu contei a verdade"

Outro Lado

Procurada, a assessoria de imprensa de MC Gui diz que não tem o que comentar sobre o caso.

"A própria nota a mãe relata que o Gui a convidou pra ir ao show, que ela entrou no camarim, que a criança tirou foto, sentou no colo do Gui e que assistiu ao show do palco. Fica complicado entender o relato dela com essas divergências de informações. O Gui e a família do Gui nunca foram acionados por essa família em relação ao que ela diz, ele sempre teve muito presente com crianças com câncer e ações relacionadas (fez shows, visita hospitais). O Gui está recluso, se cuidando, iniciou terapia está sob os cuidados da família que nesse momento prioriza somente que ele encontre evolução com tudo o que aconteceu", afirma a assessoria.

Funk