Topo

Rock in Rio


Como será o primeiro show de Pink no Brasil após quase 20 anos de espera

Pink durante show da turnê Beautiful Trauma na França - David Wolff-Patrick/Redferns
Pink durante show da turnê Beautiful Trauma na França Imagem: David Wolff-Patrick/Redferns

Renata Nogueira

Do UOL, no Rio de Janeiro

05/10/2019 04h00

O ano é 2001. Você não perde um Disk MTV, onde provavelmente vê Pink se revezando entre a rebelde festeira no clipe de Get The Party Started, a popstar desajustada que odeia ser comparada a Britney Spears em Don't Let Me Get Me ou a garota sexy de lingerie e cabelo rosa em Lady Marmalade. Muito antes do cabelo rosa virar modinha. Pula para 2019. Quase 20 anos depois, a popstar faz sua estreia no Brasil, direto no Rock in Rio.

Pink é a principal atração de hoje do Palco Mundo, que deve ter uma abertura igualmente grandiosa com Anitta - também fazendo sua estreia no festival em terras brasileiras. Pink demorou, mas com 40 anos recém-completados em 8 de setembro, oito álbuns de estúdio e três Grammy's na bagagem, a cantora que inspirou toda uma geração de adolescentes a se amarem do jeito que são vai finalmente encontrar os seus fãs brasileiros.

O show único que Pink vai fazer no Brasil deve fechar com chave de ouro a Beautiful Trauma, a turnê feminina mais lucrativa da década. Pink foi para a estrada em março do ano passado e passou por Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Europa. Depois de se apresentar no Brasil, ela só tem mais um show marcado, em 2 de novembro, no Texas.

Rainha das acrobacias

Pink fica pendurada em um enorme lustre em sua performance da turnê milionária que ela traz ao Rock in Rio - Kevin Mazur/Getty Images for Live Nation
Pink fica pendurada em um enorme lustre em sua performance da turnê milionária que ela traz ao Rock in Rio
Imagem: Kevin Mazur/Getty Images for Live Nation

O show no Rock in Rio pode ter surpresas e adaptações, mas - seguindo o formato que Pink está apresentando pelo mundo - deve surpreender, mesmo que siga exatamente o que já foi mostrado em outros lugares. Entusiasta das acrobacias há pelo menos dez anos, quando lançou o álbum Funhouse com temática circense, a cantora não deve decepcionar o público brasileiro que já espera vê-la pendurada e sobrevoando o Rock in Rio.

O espetáculo da turnê Beautiful Trauma conta com um gigantesco lustre cor-de-rosa e cenografia caprichada com a cor que melhor representa Alecia Beth, o nome real de Pink. O cenário teatral ainda traz um pufe enorme de onde sai a cantora, postes de luz, malas e carrinhos de recepção reproduzindo uma espécie de hotel colorido e mal-assombrado.

O repertório deve contar com 24 faixas divididas em seis atos. Pink começa o show com Get The Party Started e termina com So What. Hustle, Walk Me Home e Can We Pretend, músicas de seu álbum mais recente, Hurts 2 Be Human, lançado em abril, aparecem no repertório, ainda que a turnê carregue o nome do disco de 2017. A cantora também costuma incluir um bis com Glitter in The Air.

Fãs também devem surpreender

Pink sobrevoa o público durante show da Beautiful Trauma World Tour em Phoenix, nos Estados Unidos  - Kevin Mazur/Getty Images for Live Nation
Pink sobrevoa o público durante show da Beautiful Trauma World Tour em Phoenix, nos Estados Unidos
Imagem: Kevin Mazur/Getty Images for Live Nation

Os fãs de Pink, que esperaram tanto tempo pela vinda da cantora, também já se preparam para incluir surpresas para ela durante o show. Em grupos de redes sociais, eles já organizam ações, como colocar papel celofane na lanterna do celular para iluminar o público de cor-de-rosa em What About Us e pedem para que as pessoas encham balões na mesma cor na primeira música.

Simpática, Pink atendeu alguns admiradores que a esperavam na porta do hotel no Rio de Janeiro. A cantora pop ainda aproveitou para visitar o Pão de Açúcar com toda a sua equipe e mostrou em seu Instagram trechos dos ensaios com seus bailarinos, que não pararam nem a um dia da apresentação.

Dia pop

Pink é a principal atração do palco Mundo neste sábado, o segundo do Rock in Rio. O show da cantora norte-americana começa à 0h10.

O palco Mundo terá ainda Anitta, H.E.R. e Black Eyed Peas. No Sunset, o destaque deve ficar por conta da Funk Orquestra com Ludmilla, Fernanda Abreu, Buchecha e Kevinho, que fazem uma homenagem aos 30 anos do funk carioca. O palco secundário também terá shows de Projota, Vitão e Giulia Be, Anavitória e Saulo e Charlie Puth, no dia mais pop do festival.

O Rock in Rio termina amanhã, dia 6, com Muse e Imagine Dragons encerrando a edição de 2019.

Rock in Rio