PUBLICIDADE
Topo

José José, mexicano que vendeu 100 milhões de discos, morre aos 71

José José no palco do Billboard Latin Music Awards 2013 - 	FilmMagic
José José no palco do Billboard Latin Music Awards 2013 Imagem: FilmMagic

Do UOL, em São Paulo

28/09/2019 17h46

O cantor mexicano José José, conhecido como "o príncipe da canção" no seu país natal, morreu hoje aos 71 anos. O músico, um dos mais famosos da história do México, passou anos lutando contra o câncer, diagnóstico que revelou ao público em 2017.

A morte foi confirmada pela assistente do cantor, Laura Nuñez, para vários veículos de imprensa. José José vendeu mais de 100 milhões de discos ao redor do mundo, segundo o Los Angeles Times, garantindo seu lugar como um dos músicos latinos mais bem-sucedidos de todos os tempos.

A ascensão de José ao sucesso veio em 1971, quando ele gravou uma versão de El Triste, de Roberto Cantoral, e cantou no Festival OTI. Confira o vídeo da performance:

Nascido na Cida do México, em 17 de fevereiro de 1948 como José Rómulo Sosa Ortiz, o cantor emplacou outros hits durante sua trajetória, como Soy Así, Amnesia, Almohada, Amar y Querer, La Nave Del Olvido e Mujer.

José José também venceu um Grammy Latino honorário, reconhecendo o conjunto de sua carreira, em 2004. O cantor recebeu outras seis indicações ao Grammy, todas entre 1984 e 1988.

O último disco do músico foi Tenampa, lançado em 2001. Com o passar dos anos, a voz de José José acabou se deteriorando, e ele se mudou para Miami, nos EUA.

Como ator, José apareceu em filmes famosos no México, como Buscando una Sonrisa (1972), além de novelas como A Feia Mais Bela (2006-2007). Em 2018, ele ganhou uma biografia na TV mexicana, com o título José José, El Príncipe de la Canción.