Topo

Geek


Novo Esquadrão Suicida terá mudanças e mais mortes, afirma escritor

Ninguém está seguro na nova versão em quadrinhos de Esquadrão Suicida! Ao menos é isso que promete o escritor...  - Reprodução
Ninguém está seguro na nova versão em quadrinhos de Esquadrão Suicida! Ao menos é isso que promete o escritor... Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

11/09/2019 11h52

O Esquadrão Suicida, grupo de anti-heróis da DC com 30 anos de história, vai ganhar uma nova versão em quadrinhos no fim deste ano. E algumas novidades devem chocar os fãs.

O escritor Tom Taylor, em entrevista ao "Heat Vision", do The Hollywood Reporter, indicou que o número de sobreviventes após as missões deve ser menor.

"Por um longo tempo, houve uma sensação de segurança em torno do Esquadrão Suicida. Os anti-heróis e vilões saíam em missão, lutavam de forma suja, venciam e a maioria deles voltava para casa. Esse não é mais o caso. Nem todos da equipe vão sobreviver nas missões. Os personagens da DC com anos de história serão confinados. Na verdade, ninguém está seguro", disse ele.

Taylor ressaltou que nem Amanda Waller, uma das líderes da equipe, está segura.

"Haverá muitas mudanças. Tantas mudanças que a segunda edição é praticamente um novo número um. Não sei dizer como, mas o livro inteiro vai mudar em uma direção que não vimos antes. Honestamente, nem prometo que Amanda Waller consiga passar da primeira edição".

Quem comprar os quadrinhos deve sentir "uma sensação de nervosismo, já que, se alguém morrer na equipe, não voltará", disse Taylor ao veículo. "Não queremos que ninguém leia nossa série e pense que os personagens não podem morrer. Ninguém está fora dos limites", completou.

A nova versão de Esquadrão Suicida vai chegar às lojas de quadrinhos dos EUA no dia 18 de dezembro. A promessa é de que a obra tenha 40 páginas e custa US$ 4,99 (pouco mais de R$ 20).

Geek