Topo

Música


Perfil de Michael Jackson divulga mural em tributo ao cantor em São Paulo

Mural em homenagem a Michael Jackson na marginal Pinheiros, em São Paulo - Reprodução/Facebook/Paulo Terra
Mural em homenagem a Michael Jackson na marginal Pinheiros, em São Paulo Imagem: Reprodução/Facebook/Paulo Terra

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

06/09/2019 18h08

Um mural em homenagem a Michael Jackson (1958-2009) chama a atenção de quem passa de carro pela marginal Pinheiros, em São Paulo, mas foi o idealizador do grafite, Paulo Terra, quem mais se surpreendeu com a repercussão do trabalho, que chegou à família do cantor. O perfil oficial do Rei do Pop compartilhou a arte nas redes sociais.

"A relação especial de Michael com o Brasil continua com um novo mural dedicado a ele em São Paulo pelo artista Paulo Terra. Quem já viu?", escreveu o perfil de Jackson no Facebook e no Instagram.

Paulo Terra, que ganhou notoriedade por homenagear nos muros de São Paulo profissionais de Globo, Record e SBT, diz que o mural de Michael Jackson, contemplando todas as fases do cantor, é sua obra mais famosa até agora.

"Quando fizemos os rascunhos, muitas páginas em tributo ao Michael começaram a compartilhar. Depois de pronto, deu a maior repercussão de todos os tempos, viralizou no mundo inteiro. Muitas pessoas de fora do Brasil querem visitar o mural. Uma francesa e uma mexicana já tiraram fotos", comemora Paulo Terra ao UOL.

Ao lado de mais três artistas (Ed, Pedro e Cristiano), Paulo Terra levou quinze dias para concluir o mural, desenhado no mesmo espaço onde antes havia rostos de artistas do SBT. O grafiteiro optou por substituir a homenagem à rede de Silvio Santos por causa das pichações em cima de sua obra.

"Pensei naquele mural com o elenco do SBT, até mesmo por causa de alguns manifestantes que acabaram pichando os rostos de alguns artistas, Ratinho, Danilo [Gentili] e outros dois. Não quis retocar, porque a pintura já estava desbotada, e tive a ideia de retratar o Michael", explica.

O mural do Rei do Pop não existiria sem a ajuda de um artista do SBT que estava na pintura pichada. Celso Portiolli, apresentador do Domingo Legal, patrocinou a obra de Paulo Terra. "Participamos do programa dele, mostrei o projeto e ele abraçou. Foi fantástico", conta.