Topo

Livros e HQs


Crivella diz que tentou recolher HQ com beijo gay para "defender a família"

27.set.2018 - O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella - Carl de Souza/AFP
27.set.2018 - O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella Imagem: Carl de Souza/AFP

Do UOL, em São Paulo

06/09/2019 22h01

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), disse que a decisão de pedir o recolhimento de história em quadrinhos com beijo gay de um estande na Bienal do Livro foi com o objetivo de "cumprir a lei e defender a família". Ele se pronunciou em seu Twitter, na noite de hoje, após o assunto virar destaque nos grandes jornais do país.

Em um vídeo, Crivella declarou: "Há uma certa controvérsia na mídia pela decisão da prefeitura de mandar recolher os livros que tinham conteúdo de homossexualidade, atingindo um público infantil. O que nós fizemos foi para defender a família. Esse assunto tem que ser tratado na família, não pode ser induzido, seja na escola, seja em edição de livro, onde for. Nós vamos sempre continuar em defesa da família".

Ontem, ele determinou que o HQ "Vingadores - A Cruzada das Crianças" fosse retirado da Bienal com a justificativa apresentar "conteúdo sexual para menores".

Hoje, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu uma liminar à Bienal do Livro que impede que a prefeitura casse a licença de funcionamento e recolha materiais no evento.

Mais Livros e HQs