Topo

Morte de Raul Seixas completa 30 anos: Esses "malucos beleza" contam suas histórias

Penna Seixas, cover de Raul Seixas - Diego Padgurschi/UOL
Penna Seixas, cover de Raul Seixas Imagem: Diego Padgurschi/UOL

Carlos Minuano

Especial para o UOL, em São Paulo

21/08/2019 12h22

Dizem que Elvis Presley não morreu, se transformou num anônimo caminhoneiro e passa seus dias rodando pelas estradas de Memphis. Com Raul Seixas, considerado o pai do rock brasileiro, morto há exatos 30 anos, não poderia ser diferente. Há quem acredite que ele viva oculto no interior baiano plantando cacau. E há também versões mais bizarras, como a de que no fatídico dia 21 de agosto de 1989, quem partiu em seu lugar foi um cover, e que o roqueiro verdadeiro teria se mudado para algum canto longínquo dos Estados Unidos onde viveria até hoje.

E depois de morto sua fama não para de crescer. Por tudo isso, para uma legião cada vez maior de fãs, é claro que o maluco beleza não morreu.

Leia a matéria completa sobre os 30 anos da morte de Raul Seixas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Rock