Topo

Comédia

Tudo o que você precisa saber sobre filmes e séries de comédia


The Righteous Gemstones: Série da HBO ri de família disfuncional e gananciosa de pastores

John Goodman (centro), Adam Devine, Danny McBride e Edi Patterson em cena da série The Righteous Gemstones - Divulgação
John Goodman (centro), Adam Devine, Danny McBride e Edi Patterson em cena da série The Righteous Gemstones Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

18/08/2019 04h00

É uma daquelas coincidências quase divinas: na mesma semana em que chega aos cinemas brasileiros Nada a Perder 2, segunda parte da biografia de Edir Macedo, o líder da Igreja Universal, a HBO faz sua própria incursão dentro de um império religioso - este, fictício. A emissora estreia hoje The Righteous Gemstones, comédia que satiriza uma família disfuncional - e, muitas vezes, hipócrita - de pastores.

O patriarca é Eli Gemstone (John Goodman), que se tornou internacionalmente conhecido (e rico) espalhando a palavra de Deus pela TV, e expandiu sua fama com um grande complexo de igrejas. Ele, no entanto, nunca mais foi o mesmo desde a morte de sua mulher, Aimee-Leigh (Jennifer Nettles).

Jesse (Danny McBride, também criador da série), seu filho mais velho, é o segundo em comando na operação, e alimenta certa rivalidade com o irmão mais novo Kelvin (Adam Devine), a conexão dos Gemstones com os fiéis mais jovens. Há, ainda, Judy (Edi Patterson); única filha mulher da família, ela anseia por ter mais oportunidades dentro do negócio, mas é barrada, claramente, por seu gênero.

O tom de sátira trazido por McBride vem logo nos primeiros minutos de a série, que abre com Eli, Jesse e Kelvin promovendo uma "maratona de batismo" em Hong Kong. A grande piscina em que a cerimônia ocorre, no entanto, é daquelas de ondas - e enquanto os dois irmãos disputam quem batiza melhor, alguém as aciona sem querer, promovendo o caos.

Nada que atrapalhe a prosperidade da família, claro: os três retornam em um jato particular luxuoso, são recebidos com pompa pelos funcionários e retornam para suas respectivas casas - grandes mansões em uma megapropriedade que conta até com um zoológico particular.

É um cenário fértil para McBride rir de ganância, hipocrisia e, claro, problemas familiares. O primeiro episódio, que o UOL já conferiu a convite da HBO, consegue arrancar várias risadas com as contradições dos Gemstones, sem cair na armadilha de transformar seus personagens em caricaturas; os protagonistas são construídos como figuras interessantes e multifacetadas, que você quer continuar a acompanhar.

Nesse quesito, o roteiro recebe um belo reforço do trabalho feito pelo elenco. John Goodman, mais conhecido por comédias como Roseanne, está excelente no papel do chefe de família, e brilha especialmente nas cenas que exploram o luto de Eli. Já Edi Patterson mostra um ótimo timing cômico como Judy, conferindo a ela um ar imprevisível.

Ainda é cedo para cravar, mas The Righteous Gemstones desponta como uma opção interessante na HBO, que desde o fim de Game of Thrones vem entregando produções de alto nível como Chernobyl, Years and Years e Euphoria.

A série vai ao ar aos domingos, às 23h.

Veja o trailer da série The Righteous Gemstones, da HBO

UOL Entretenimento

Comédia