Topo

Comédia

Tudo o que você precisa saber sobre filmes e séries de comédia


Como Whindersson Nunes enfrentou depressão fazendo piada da própria doença

Whindersson Nunes, que estreia nova turnê e primeiro especial na Netflix - Marian Pekin/UOL
Whindersson Nunes, que estreia nova turnê e primeiro especial na Netflix Imagem: Marian Pekin/UOL

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

17/08/2019 04h00

Fenômeno da comédia brasileira, seguido por 36 milhões no YouTube, Whindersson Nunes passou quatro meses no estaleiro, sem fazer shows de stand-up nem postar nada na internet. O piauiense de 24 anos cancelou a agenda e admitiu pela primeira vez nas redes sociais estar sofrendo de depressão.

Diagnóstico feito, ele começou a tomar medicação, entrou em aula de ioga e passou a maior parte das "férias frustradas" na casa da mãe, no interior do Piauí. Em meio a esse turbilhão, ainda teve de passar por uma constrangedora cirurgia anal por causa de uma dor que ele simplesmente vinha preferindo ignorar.

Os infortúnios viraram piadas, e elas estão no espetáculo de Whindersson, A Volta do que Não Foi, que estreia neste domingo em São Paulo, no Espaço das Américas, marcando o início de sua nova turnê. Os shows estão sendo agendados com "pé no freio", apenas nos fins de semana.

Mariana Pekin/UOL
Imagem: Mariana Pekin/UOL

Em entrevista ao UOL, Whindersson diz estar se recuperando bem da depressão, fantasma que ainda o persegue e sobre o qual não gosta de falar muito. "Quero ficar velho e saudável. Não quero dar trabalho a ninguém. Não quero instalar barra na minha casa só com 60 anos", afirma ele, falando bem sério.

Se a ordem é desacelerar, isso não significa que você verá menos Whindersson Nunes por aí. Nesta quinta, ele estreou na Netflix o espetáculo Adulto, em que esmiúça a rotina de casado fazendo troça de si mesmo e da mulher Luísa Sonza —a própria cantora contribuiu em trechos do roteiro— e dos cachorros de estimação.

"Às vezes eu conto a piada, e ela ela não ri, mas diz que é engraçado", brinca o humorista, acompanhado da vira-lata Regina Casé de Alcione Vekanandry Smith Bueno de Hahaha de Raio Lazer, que come baratas como come biscoitos, diz ele. Projetos no horizonte: fazer menos vídeos e mais filmes e possíveis séries, que devem aparecer em breve no streaming.

Volta após depressão

"Eu parei e pensei: se isso [voltar aos palcos] me faz bem, se me ajuda... Eu curto estar no palco. Gosto de falar da minha vida e explicar as coisas que estão acontecendo para as pessoas. Então, eu não tenho que esperar nada acontecer pra fazer isso. E precisava sair e me perguntar se era isso mesmo que eu queria fazer. E aí fiz o teste. E estou amando voltar."

Como está se cuidando

"Quero ficar velho e saudável. Não quero dar trabalho a ninguém. Não quero instalar barra na minha casa só com 60 anos. Por isso, preciso me cuidar. Tomo muita água. Jogo bola com amigos. Treino na academia todos os dias, porque eu gosto. Tento fazer isso. Mas também não me privo de comer algumas coisas. Tento não ficar comendo sempre coisas como hambúrguer e pizza, por exemplo."

O que mudou com o descanso

"Tudo, né? Com o tempo você faz muita coisa. E, com muita coisa feita, você tem mais história para contar. Com a cabeça mais arrumada, você tem mais tempo para pensar nas coisas. Planejar tudo. Esse período influenciou 100%, em tudo. Em todos os aspectos."

Mariana Pekin/UOL
Imagem: Mariana Pekin/UOL

O que é ser "Adulto"

"Ninguém chega pra você e fala que você é adulto. Você vai indo e, quando vê, já tem um monte de problema de adulto. O show é mais ou menos sobre isso. A minha vida. Como ela era e o que virou. A maior parte do show é sobre meu casamento, o processo, que acho que é a parte mais adulta da minha até agora."

Parceria com Netflix

"Minha equipe e eu já tínhamos ido à Netflix algumas vezes eu já tinha mencionado a ideia da parceria, já que eu estava fazendo show. Eles disseram que tinham visto o show, que eu estava rodando no ano passado. Trabalhamos um pouquinho mais nele, e depois eles me cobraram sobre a gravação. Apresentamos, e gostaram e deu tudo certo."

Público diferente

"Não penso muito em que tipo de pessoa vai assistir ou como vai assistir. Sempre fiz comédia para quem quisesse ver. Quem não quiser não precisa assistir. Minha intenção é sempre crescer. A Netflix é um novo veículo. Não faço pela publicidade, pela mídia. Poderia ficar a vida inteira no YouTube, se quisesse. Faço pela vontade de inovar. Ver outro caminho. Espero que muita gente veja. Quem já me curte que me veja também, dez vezes se quiser."

Como foi feito o roteiro do especial

"Quando estou fazendo show, em alguma viagem, vou anotando várias coisas. Se alguma coisa me chama atenção, eu já vou anotando. Aquelas histórias vão acumulando até a hora em que eu preciso testar de fato para ver se funciona ou não. Volta e meia no meu show introduzo alguma coisa nova para ficar mais legal e engraçado. Mas todo tempo vou anotando coisas que estão ali guardadas. É assim."

Piada em escala industrial

"O que vai sair na Netflix é o terceiro show. Cada ano faço um show, gravo no fim do ano e começo a fazer outro. Sempre foi assim. Na gravação, testo coisas para ver se o outro vai funcionar. Estamos há dias testando todas as besteiras que anotei para ver se é engraçado. Porque às vezes é engraçado pra mim, mas as pessoas não acham tão engraçado assim. Meus amigos me ajudam muito."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Comédia