Topo

Pop


Luísa Sonza fala sobre masturbação e fama de "sonsa" ao explicar novo álbum

Luísa Sonza no heliponto do UOL, em São Paulo - Iwi Onodera/UOL
Luísa Sonza no heliponto do UOL, em São Paulo Imagem: Iwi Onodera/UOL

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

06/08/2019 00h01

Luísa Sonza explicou seu novo álbum, Pandora, no Faixa a Faixa no Deezer. No especial da plataforma de streaming, a cantora fez algumas revelações, como a que o disco quase ganhou outro nome e que a faixa Saudade da Gente fala sobre masturbação.

A cantora pop também brincou com a palavra "sonsa", associada a ela por causa de seu sobrenome. "Devia ter falado 'de sonsa não tenho nada' quando fiz Pior Que Possa Imaginar". No lugar de sonsa, a letra traz a palavra santa.

Selecionamos os melhores trechos do depoimento da cantora, que lançou Pandora em junho. Você pode ouvir o faixa a faixa completo no Deezer:

Eliane

"O álbum quase se chamou Eliane, faria muito sentido. Porque tudo, desde Boa Menina até Apenas Eu a raiz é a minha mãe e a minha avó. Então quase foi chamado de Eliane, mas virou Pandora porque tinha algo a mais aí depois da Luisa criança"

Garupa

"É uma música especial por ser com a Pabllo (Vittar), que eu sou muito fã desde sempre, desde que ela surgiu. E além de ser fã como artista eu sou fã como pessoa, eu acho que ela representa muito essa coisa Pandora, porque ela é muito fora da caixa, ela é super ela mesma o tempo todo, e ela me inspira todos os dias como pessoa e como artista"

Não Vou Mais Parar

"Tem muito vocal, era uma coisa que eu queria muito ter porque isso aí vem muito da referência de quando eu cantava em um grupo vocal. Então eu sempre vivi fazendo vocais com oito pessoas e essa música entrega isso"

Fazendo assim

"Tem a mulher que vai pra cima. É ela que é dona do rolê, da relação, e eu quis colocar isso na música e não sempre a mulher sendo a fofinha, o que tem muito a ver comigo também. Eu parto pra cima não só no sentido sexual, como na vida, tenho um pouco de preguiça de sempre esperar ou de ser a coitadinha. Sou uma mulher foda e acabou, se eu quero pegar você eu pego e não tô nem aí"

Saudade da Gente

"Na verdade é uma música sobre masturbação. Ela tá pensando no cara, tá longe, só que o corpo dela quer mais. Por isso ela é uma música muito sensual, a mais sensual do álbum"

Bomba Relógio

"É sobre a vida de artista no sentido um pouquinho mais dolorido. Aquela vontade de você 'vem, não demora, fica comigo a noite toda, perde a hora'. Todo mundo que é artista tem isso, aquela vontade de 'vou me atrasar, deixa quieto, vou ficar aqui, perder a hora com você'"

Pior Que Possa Imaginar

"Teve uma coisa que eu me arrependi de não ter colocado em Pior Que Possa Imaginar que tem aquela parte 'de santa não tenho nada' que depois eu pensei 'na verdade não é santa'. Devia ter falado 'de sonsa não tenho nada'. E eu me arrependi. Tem algumas coisas que me arrependi de não ter colocado nessa álbum, mas pretendo por no outro. E eu acharia muito legal ter feito isso, só que eu esqueci, sei lá, na hora de compor. E eu sempre falo: 'nossa, deveria ter colocado essa palavra em vez de santa', mas a santa também diz muito sobre a minha época de covers, do que a galera achava que eu tinha que ser"

Apenas Eu

"São todas as outras sete faixas que se tornam Apenas Eu. Hoje quero ser apenas eu, errar, lutar e me permitir"

Mais Pop