Topo

Kanye West supera dívidas com empresa de tênis que movimenta US$ 1,5 bi

Kim Kardashian ao lado de Kanye West - Jamie McCarthy/Getty Images
Kim Kardashian ao lado de Kanye West Imagem: Jamie McCarthy/Getty Images

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

10/07/2019 09h21

Há apenas três anos, Kanye West declarou estar com dívidas de US$ 53 milhões. Hoje, ele é capa da revista Forbes com um negócio de US$ 1,5 bilhão, fruto de seus negócios com a linha de tênis Yeezy.

Depois de Jay-Z ser considerado o primeiro músico do gênero a ter mais de US$ 1 bilhão de patrimônio, West pode estar no mesmo caminho. Por enquanto, segundo a Forbes, seu patrimônio é de US$ 240 milhões, vem em ascensão rápida, e já em 2020 pode ir para a casa do bilhão.

West, casado com Kim Kardashian, com quem tem quatro filhos, tem como principal trunfo dos últimos anos o sucesso da linha de tênis Yeezy, que era uma parceria com a Nike, mas bombou depois que a levou para a Adidas em 2013.

O negócio de West é avaliado em US$ 1,5 bilhão, de acordo com a Forbes - metade do que os tênis de Michael Jordan valem, para uma base de comparação. A linha de tênis de Jordan com a Nike foi a inspiração para West, que sempre gostou de desenhar roupas e acessórios.

"Sou um cara de produtos. Fazer produtos que as pessoas sintam alegria em usar e resolver problemas na vida delas, é isso que amo fazer", disse West, que no mundo da música lançou em 2018 o hit I Love It, com Lil Pump, e prepara o álbum Yandhi.

O rapper vive uma vida de luxos em Los Angeles. "A casa toda é ideia dele. Nunca vi alguém que preste tanta atenção aos detalhes", disse Kim Kardashian. West ainda desfila com uma SUV Lamborghini pelas ruas da Califórnia.

Há três anos, Kanye West não estava nesta bonança e declarou uma dívida de US$ 53 milhões. À época, cancelou uma turnê e foi internado para tratar uma desordem no sono e psicose temporária. O rapper credita a melhora a suas crenças religiosas e foi ajudado pelo fato de deter 100% da Yeezy, o que alavancou seu patrimônio.

Por outro lado, West é sempre citado em polêmicas, no apoio a Trump e outras questões políticas e sociais - como quando relativizou o período de escravidão nos EUA. Após tantas polêmicas e idas e vindas na carreira, ele só não admite ser chamado de louco.

"Louco é uma palavra que não poderá ser usada assim no futuro. Entendo que há uma condição que as pessoas podem acabar tendo, nascem com ou são levadas. Muita gente chamada de louca acabou nesta mesma capa de revista", afirmou Kanye West.

À época que revelou sua dívida, Kanye tuitou a Mark Zuckerberg, líder do Facebook, pedindo US$ 1 bilhão a ele para continuar com seus negócios. "Sou um cara abençoado de ir de tuitar a Mark Zuckerberg pedindo dinheiro e chegar onde estou hoje".

How pairs of Yeezy's do you think is in this picture? #kanyewest

Uma publicação compartilhada por Kanye West (@kanyew.est) em

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado inicialmente, não é o patrimônio de Kanye West que supera a casa de US$ 1 bilhão, mas sua linha de tênis que alcança tal cifra. O conteúdo foi corrigido.

Mais Rap gringo