PUBLICIDADE
Topo

Geek


Matanças e traições: Por que "Attack on Titan" é o "Game of Thrones" dos animes

Reprodução
Imagem: Reprodução

Fábio Garcia

Colaboração para o UOL

30/04/2019 04h00

No mesmo domingo (28) em que o mundo parou para acompanhar a Batalha de Winterfell em "Game of Thrones", os fãs de animes tiveram o retorno da nova temporada de "Attack on Titan" ("Shingeki no Kyoujin" no original ou "Ataque dos Titãs" em português), série criada por Hajime Isayama. Pois é, não pense que apenas a HBO é capaz de oferecer matanças, traições e gigantes. Os animes japoneses também têm um "Game of Thrones" para chamar de seu.

Pode parecer uma forçação de barra comparar produções tão diferentes quanto "Game of Thrones" com "Attack on Titan", mas as duas têm muito mais em comum do que você imagina. Elencamos algumas semelhanças para entender as similaridades entre as histórias de Jon Snow e de Eren.

Jon Snow, de "Game of Thrones", e Eren, de "Attack on Titan" - Reprodução
Jon Snow, de "Game of Thrones", e Eren, de "Attack on Titan"
Imagem: Reprodução

Trama política

"Game of Thrones" não é apenas uma série medieval com dragões, anões e uma bela fotografia. Boa parte da graça de acompanhar a trama de Westeros se dá por causa das pinceladas políticas da história, afinal tudo serve de desculpa para os personagens brincarem de "War" nesse mundo fictício. Embora "Attack on Titan" não tenha uma disputa por trono tão visível, a história política desse mundo é muito interessante.

A história de "Attack on Titan" é ambientada num universo meio medieval (mas com algumas tecnologias modernas) no qual os humanos moram em áreas cercadas porque, do lado de fora, existem titãs comedores de gente. E quando pensávamos em "Attack on Titan" apenas como uma trama de aventura, com o protagonista Eren e seus amigos cadetes enfrentando essas ameaças, o autor colocou pinceladas políticas dessa realidade. Em meados da terceira temporada temos até um golpe militar, com a promoção de um personagem importante da história à realeza.

Assista ao trailer de "Attack on Titan" legendado em inglês

UOL Entretenimento

Divisão de temporadas

Assim como a HBO, que preferiu dividir a última temporada de "Game of Thrones" para poder aproveitar melhor os frutos desse sucesso, os produtores japoneses também tiveram a ideia de esticar ao máximo a exposição de "Attack on Titan" na mídia. Com isso, a terceira temporada do anime foi dividida em duas metades, com a primeira parte sendo exibida em 2018 e a nova em 2019. Claro, do lado do anime também teve a ver o fato de que a obra original, o mangá escrito e desenhado pelo Isayama, tem capítulos lançados numa periodicidade mensal no Japão.

A divisão das temporadas incomodou o público por ter interrompido em um clímax, quando os personagens decidiram partir para a missão na Muralha Maria. Foi uma reação próxima àquela de quando "Game of Thrones" encerrou sua temporada anterior com todos os personagens indo em direção à muralha para a batalha final: os estavam fãs sedentos pela continuação.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Revelações inesperadas de protagonista

Tanto "Game of Thrones" quanto "Attack on Titan" são especialistas em colocar o protagonista se deparando com algo muito surpreendente sobre seu passado. Enquanto Jon Snow descobria ser herdeiro do trono aos 45 do segundo tempo, as revelações de Eren foram surgindo em doses homeopáticas.

Primeiro descobrimos sobre o protagonista ser capaz de se transformar em um titã, depois fomos introduzidos ao poder da coordenada (cuja função é controlar outros titãs) e, no finalzinho da temporada anterior, ainda aprendemos a respeito da habilidade de criar estruturas de cristal. Como ainda tem muito chão pela frente, vai saber o que o autor ainda vai inventar para esse pobre protagonista.

Personagens femininas fortes

Uma outra proximidade das duas histórias é a presença de personagens femininas muito fortes. "Game of Thrones" dispensa comentários, pois tem alguém como Cersei no papel de antagonista, isso sem falar de Arya Stark, uma quebra de padrões por fugir do estereótipo de mocinha indefesa para ser alguém atrás de uma vingança pessoal.

Indo numa linha bem parecida, "Attack on Titan" oferece uma lista grande de mulheres bem mais poderosas se comparadas aos personagens masculinos. Mikasa, a melhor amiga de Eren e Armin, chega a ter uma habilidade de combate superior aos outros dois protagonistas somados! Ainda na linha de mulheres fortes, vale mencionar outras personagens da trama dos titãs, como Historia Reiss e Ymir.

Eren Jaeger e Mikasa Ackermann em "Attack on Titan" - Reprodução
Eren Jaeger e Mikasa Ackermann em "Attack on Titan"
Imagem: Reprodução

Mortes, muitas mortes

Assim como em "Game of Thrones", você está proibido de se afeiçoar aos personagens de "Attack on Titan" pelo motivo de que eles podem morrer a qualquer momento. Logo no começo da fase adulta do Eren, conhecemos um monte de cadetes recém-formados na academia militar... e cerca de 50% dessa galera vira comida de titã logo na primeira missão.

Outra característica em comum às duas obras é o fato de termos personagens dados como mortos, mas que em algum ponto reaparecem como se nada tivesse acontecido com eles. O famoso "morreu, mas passa bem".

Mistérios sem solução

Se tem algo responsável por segurar o interesse do público, tanto de "Game of Thrones" quanto de "Attack on Titan", são os mistérios que os autores jogaram em suas histórias para resolver muito, mas muito depois. Em "Game of Thrones", além da dúvida básica sobre quem vai ficar com o trono de ferro, queríamos saber a origem do Jon Snow, quem era originalmente o Rei da Noite e por aí vai.

Em "Attack on Titan", um dos principais mistérios (cuja solução pode aparecer já nessa nova temporada) é o segredo oculto no porão da casa do Eren. Sabe-se que o lugar se esconde algo muito grande e fundamental para a trama da série... mas o autor preferiu dar aquela enrolada antes de revelar o enigma.

Por causarem uma comoção semelhante em seus públicos, tanto "Game of Thrones" quanto "Attack on Titan" são grandes produções que merecem ser assistidas. Enquanto o seriado medieval é exibido pelo canal HBO e está disponível por streaming no HBO Go, as temporadas de "Attack on Titan" podem ser assistidas na Crunchyroll, com os capítulos inéditos sendo lançados aos domingos.

Geek