Topo

Filmes e séries


Morre John Singleton, diretor indicado ao Oscar de "+ Velozes + Furiosos", aos 51

Getty Images
John Singleton Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

2019-04-29T17:20:40

29/04/2019 17h20

O cineasta John Singleton, conhecido por seu trabalho em filmes como "Os Donos da Rua" e "+ Velozes + Furiosos", morreu hoje aos 51 anos. Um representante da família informou que o diretor morreu tranquilamente cercado de familiares e amigos no hospital Cedars-Sinai Medical Center, em Los Angeles. A informação foi confirmada pelo Deadline Hollywood.

A família de Singleton anunciou mais cedo que desligaria os aparelhos que mantinham o diretor vivo desde que ele sofreu um derrame, na semana passada.

Em 1992, Singleton se tornou a primeira pessoa negra a ser indicada ao Oscar de melhor diretor, por seu trabalho em "Os Donos da Rua". O cineasta também foi indicado por seu trabalho no roteiro do filme, mas acabou perdendo as duas estatuetas.

Após esta estreia notável, Singleton construiu uma filmografia que passeou por vários gêneros. Ainda nos anos 1990, ele escalou Janet Jackson para o papel principal do romance "Sem Medo no Coração" (1993) e se arriscou em um filme de época com o elogiado "O Massacre de Rosewood" (1997).

Na década seguinte, consolidou-se como um diretor de grandes espetáculos hollywoodianos ao assinar "Shaft" (2000) e "+ Velozes + Furiosos" (2003). O thriller criminal "Quatro Irmãos" (2005) e a ação "Sem Saída" (2011) completam a filmografia de Singleton.

O cineasta também trabalhou bastante na TV nos últimos anos de sua carreira. Ele assinou episódios de "Empire", "American Crime Story" e "Billions". Singleton também criou, produziu e dirigiu vários capítulos de "Snowfall", série da FX que exibe sua terceira temporada ainda este ano.

Em comunicado oficial sobre a morte, a família de Singleton lamentou que sua carreira tenha sido interrompida pela tragédia. "John foi uma estrela tão brilhante na juventude que é fácil se esquecer que ele estava apenas começando", escreveram.

"Nós sempre vamos celebrar o legado de seu trabalho, mas estávamos também ansiosos para ver os filmes que John teria feito nos próximos anos", concluíram. Singleton deixa para trás seus sete filhos, Justice, Maasai, Hadar, Cleopatra, Selenesol, Isis e Seven.