Topo

Música


Daniela Mercury sobre se apaixonar por mulher: "Divertidíssimo"

Reprodução
Malu Verçosa e Daniela Mercury no programa de Fernanda Souza Imagem: Reprodução

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

2019-04-23T07:26:10

23/04/2019 07h26

Daniela Mercury e Malu Verçosa contaram como se apaixonaram uma pela outra no "Vai Fernandinha" de ontem. A cantora e a jornalista - que assumiram o romance durante o Carnaval de 2013 -, levaram um tempo para se apaixonarem.

"A gente já tinha amigos em comum, eu já a tinha entrevistado outras vezes. A gente teve amizade durante anos, mas não tínhamos proximidade", recorda Malu. "Num restaurante com várias pessoas, conversamos sobre vários assuntos. No final, quando eu estava saindo, ela disse: 'estou vendo que você está muito triste'. Conversou comigo com uma proximidade que não tínhamos", prossegue Daniela.

"Ela disse: 'você não pode ficar morando fora de Salvador. Salvador precisa de você e você precisa dela, pense nisso'. Aquilo me tocou tanto, ela ter esse cuidado comigo. Comecei a querer ser amiga dela, não tinha interesse em namorar nem nada. Mas depois fui percebendo que não era só isso, tinha vontade de estar perto o tempo inteiro, o coração batia, não parava de pensar nela. Pensei 'eita, estou ferrada", diverte-se a cantora.

As duas trocaram poesias durante um tempo. "Ela ficou um tempão sem responder absolutamente nada, acho que sentiu que era perigoso se apaixonar por mim e ficou afastada. Pensei 'ih, ferrou'", diz a baiana. Malu releva que o primeiro beijo foi "no carro, em frente à igreja".

Daniela não fez questionamentos sobre se apaixonar por uma mulher. "Achei divertidíssimo. Todos os seres humanos são interessantes para mim, nunca houve esse freio, essa parede. Sempre achei divertido fazer coisas diferentes, beijar gente diferente", confessa.

Alvo de críticas nas redes sociais, o casal não pensa em calar quem não concorda com a união. "O amor é nossa bandeira", opina Malu. "O conceito de bem e mal, o que é bom, ruim, precisa ser revisto. As redes sociais deram voz para muita gente, para muito tipo de gente. Sou apaixonada por internet, acho libertador, democrático, fantástico. Não cabe censurar", opina a cantora.