Topo

Filmes e séries


Alain Delon vai receber Palma de Ouro honorária no Festival de Cannes

Valery Hache/AFP
25.mai.2013 - Alain Delon aplaude a exibição da versão restaurada de "O Sol Por Testemunha", em Cannes Imagem: Valery Hache/AFP

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

2019-04-17T12:34:50

17/04/2019 12h34

O ícone do cinema francês Alain Delon vai ser o principal homenageado de 2019 no Festival de Cannes. Segundo o site da Variety, o ator foi o escolhido para receber a Palma de Ouro honorária no evento, que acontece entre 14 e 25 de maio.

Delon, de 83 anos, se junta a outros nomes do cinema que já receberam o prêmio, incluindo Jeanne Moreau, Woody Allen, Bernardo Bertolucci, Jane Fonda, Clint Eastwood, Jean-Paul Belmondo, Manoel de Oliveira, Agnès Varda e Jean-Pierre Léaud.

Em comunicado oficial, o Festival de Cannes definiu Delon como "um gigante, uma lenda viva, um ícone global". "Com seu carisma, seus olhos e sua expressão tensa, Delon definiu um gênero de atuação próprio", disse ainda o comunicado.

O ícone francês tem uma filmografia que se estende por mais de seis décadas de cinema e TV. O auge de seu sucesso foi nos anos 60, com obras clássicas como "O Sol Por Testemunha" (1960), "Rocco e Seus Irmãos" (1960), "O Eclipse" (1962), "O Leopardo" (1963) e "O Samurai" (1967).

Também dirigiu os filmes "Na Pele de Um Tira" (1981) e "Le Battant" (1983), e contribuiu com o roteiro de "Três Homens Para Matar" (1980) e "Olhos de Tigre" (1985). Aparições mais recentes incluem o papel de Júlio Cesar na comédia "Asterix nos Jogos Olímpicos" (2008).