Topo

Filmes e séries


Pamela Anderson se diz chocada com prisão de Julian Assange: "Como ousam?"

20.mai.2017 - Pamela Anderson em Cannes - Getty Images
20.mai.2017 - Pamela Anderson em Cannes Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

11/04/2019 09h58

A atriz Pamela Anderson, que com o passar dos anos se tornou amiga próxima de Julian Assange, se revoltou com a prisão do fundador do WikiLeaks na manhã de hoje. No Twitter, Anderson reagiu com ataques aos governos do Equador, dos EUA e do Reino Unido.

"Eu estou em choque. Eu não consegui ouvir direito o que ele disse [no vídeo de sua prisão]? Ele parece muito mal", escreveu Anderson. "Como ousa, Equador? Foi porque ele expôs vocês. Como ousa, Reino Unido? É claro -- você é submisso à América, e precisa de algo que distraia o público desta m*** de Brexit".

"E os EUA? Este presidente covarde e tóxico", disse ainda sobre Donald Trump. "Ele precisa aquecer os ânimos de sua base? Você é egoísta e cruel. Você conduziu o mundo todo para o passado. Vocês são demônios, mentirosos e ladrões. Vocês vão apodrecer. E nós vamos ascender".

Assange passou sete anos confinado à embaixada do Equador em Londres, no Reino Unido, tentando evitar extradição para a Suécia, onde teria que enfrentar uma acusação de estupro contra ele. Anderson visitou o fundador do WikiLeaks várias vezes neste período.

A atriz chegou a dizer que seu relacionamento com Assange era "algo próximo a um romance". "Ele é definitivamente uma pessoa interessante", disse em entrevista ao programa "OBJECTified" no ano passado. "Temos um relacionamento próximo, mais próximo do que ele tem com muitas pessoas".

Filmes e séries