PUBLICIDADE
Topo

Morre Shane Rimmer, que atuou em três "007" e três "Superman", aos 89

Shane Rimmer (à direita) ao lado de Roger Moore em "007: O Espião Que me Amava" - Reprodução/Twitter
Shane Rimmer (à direita) ao lado de Roger Moore em "007: O Espião Que me Amava" Imagem: Reprodução/Twitter

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

29/03/2019 13h02

Shane Rimmer, um ator canadense que participou, em pequenos papéis, de três filmes diferentes da franquia "007", morreu hoje aos 89 anos. A viúva do ator confirmou a morte ao site oficial de Gerry Anderson, produtor que morreu em 2012 e criador da série "Thunderbirds", onde Rimmer dublava o personagem Scott Tracy.

O Twitter oficial da franquia do espião britânico James Bond postou uma homenagem a Rimmer. "Ficamos muito tristes ao saber que Shane Rimmer morreu aos 89 anos. Nossos pensamentos estão com sua família e amigos neste momento", escreveu o perfil.

Rimmer apareceu em dois filmes nos quais Sean Connery viveu Bond: "Com 007 Só se Vive Duas Vezes" (1967) e "007 - Os Diamantes São Eternos" (1973). Já em "007: O Espião Que Me Amava" (1977), ele teve seu maior papel na franquia, como o Comandante Carter, contracenando com Roger Moore.

Além de "007", Rimmer tinha uma longa história com a franquia "Superman" estrelada por Christopher Reeve entre os anos 1970 e 1980. Ele participou de "Superman: O Filme" (1978), "Superman 2: A Aventura Continua" (1980) e "Superman 3" (1983) ao lado do ator.

Outros papéis pequenos da carreira de Rimmer, que um crítico lembrou como "o pai de todos aqueles atores do tipo 'eu-conheço-esse-cara'", incluem "Dr. Fantástico" (1964), "Rollerball: Os Gladiadores do Futuro" (1975) e o primeiro filme da saga "Star Wars" (1977).

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que estava escrito, Gerry Anderson morreu em 2012. A informação foi divulgada no site oficial do produtor pela viúva de Shane Rimmer. A informação foi corrigida.