PUBLICIDADE
Topo

Roteiristas de "GoT" respondem críticas sobre ritmo acelerado da trama

Game of Thrones - A rainha Cersei Lannister - Divulgação
Game of Thrones - A rainha Cersei Lannister Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

19/03/2019 12h24

Os roteiristas de "Game of Thrones" não costumam ler as críticas que recebem on-line. Por isso, a Entertainment Weekly falou com Bryan Cogman, D.B. Weiss e Dave Hill, três dos escritores da série, sobre os problemas notados por alguns fãs na sétima temporada do épico da HBO.

Os roteiristas retrucaram especialmente as críticas em relação ao ritmo acelerado da trama. Durante os sete episódios da penúltima temporada, que foi ao ar em 2017, muitos fãs notaram que grandes jornadas feitas pelos personagens eram cortadas para que a trama seguisse mais rápido.

"Nós fizemos uma escolha consciente de acelerar as coisas", comentou Cogman. "Você pode tentar calcular quanto tempo demorou para os barcos irem do Ponto A para o Ponto B, e nós vamos concordar: é, foi isso que demorou".

"Nós não lemos muitas críticas", adicionou Weiss. "Se alguém diz que não gosta de algo na série, eu não tenho como saber o quanto aquela opinião representa a do público em geral. Na internet, um contingente de 1% de pessoas criticando algo pode fazer muito barulho".

"Não há como saber se essas reclamações são algo com o qual a gente deva se preocupar, e eu não estou interessado em descobrir", admitiu ainda. "Como roteirista, se você começa a pensar muito nessas coisas, vai acabar enlouquecendo".

Hill comentou, no entanto, que estas críticas devem diminuir na oitava e última temporada da série, que estreia no próximo dia 14 de abril. "Estamos balanceando um pouco as coisas", garantiu.

"Na temporada passada, estávamos tentando mover as peças no tabuleiro para chegar onde queríamos, e às vezes precisamos trapacear um pouco para fazer isso", confessou. "Desta vez, vamos tentar manter a lógica temporal".