Topo

Fila do BTS volta a ter confusão por causa de cambistas; polícia tenta controlar

Renata Nogueira/UOL
Polícia age durante a venda de ingressos para o show do grupo BTS Imagem: Renata Nogueira/UOL

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

2019-03-14T16:13:55

14/03/2019 16h13

Mais uma vez a polícia foi acionada para conter um tumulto em um dos pontos da fila da bilheteria do Allianz Parque, que está comercializando hoje ingressos para o show extra do grupo de k-pop BTS. Para evitar a confusão com a fila preferencial registrada na segunda, quando cambistas aliciavam idosos para comprar ingressos, uma fila única foi organizada desde ontem.

Mas funcionários da empresa de segurança privada contratada pela organização passaram a liberar alguns idosos em um dos pontos da fila, causando revolta daqueles que esperavam para comprar os ingressos desde terça.

A reportagem registrou um bate-boca que durou cerca de meia hora e envolveu o grupo que estava entre o segundo e terceiro bolsões da fila. Tudo começou quando um dos seguranças particulares liberou um grupo de idosos para passar na frente da fila.

O grupo do terceiro bolsão, que tinha várias pessoas que dormiram no local, começou a gritar por "justiça", e a polícia teve de intervir para conter fãs e pais revoltados com a situação. A área precisou ser isolada e a entrada de uma lanchonete, bloqueada.

Renata Nogueira/UOL
Fila da venda de ingressos do show do grupo BTS, no Allianz Parque, em São Paulo Imagem: Renata Nogueira/UOL

A operadora de caixa Giovania França, de 36 anos, era uma das mães revoltadas com a situação. "Minhas duas filhas estão na fila, já viemos na segunda-feira e não conseguimos comprar. Voltamos na terça e o primeiro bolsão já tinha 15 barracas com mais ou menos 150 pessoas", disse ela ao UOL.

"Mas ontem à tarde descobrimos que elas se organizaram, colocaram pulseiras, e estavam vendendo pulseiras aqui fora. Elas alegavam que essas pessoas estavam em uma lista que fizeram, então quem chegava com pulseira se infiltrava. A partir daí já começou essa desorganização total. Tinham poucos fiscais e tivemos que chamar a polícia", conta sobre um outro suposto esquema de compra de ingressos."

"Eu não acho justo. A minha filha deixou de fazer a festa dela de 15 anos para quando o BTS viesse ela pudesse comprar os ingressos. E já estamos aqui pela segunda vez e a minha filha não vai ter essa oportunidade", continuou a mãe, chorando.

Embora mais organizado, o primeiro bolsão, em frente à bilheteria, também registrou problemas. A cabeleireira Glauce Helena Alves, de 41 anos, também aguardava as filhas e disse ter visto seguranças liberando cambistas para comprar ingressos na frente dos fãs que aguardavam na fila.

"Desde domingo, ainda na fila, é cambista passando na frente. A polícia tira, mas depois eles voltam. Acabaram de liberar mais um lá na frente", explicou ela sobre uma gritaria na fila momentos antes. "Estamos aqui há dias e já marcamos a cara deles. Eu vou denunciar essa empresa", prometeu a mãe.

A bilheteria do Allianz Parque está aberta desde o meio-dia com ingressos para o show extra do BTS, que acontece no dia 26 de maio. Os ingressos colocados à venda na internet se esgotaram em duas horas.

Mais K-pop