PUBLICIDADE
Topo

Felicity Huffman e Lori Loughlin são detidas por suborno para aprovar filhos no vestibular

As atrizes Felicity Huffman e Lori Loughlin  -  Jon Kopaloff/FilmMagic/ Gary Gershoff/Getty Images
As atrizes Felicity Huffman e Lori Loughlin Imagem: Jon Kopaloff/FilmMagic/ Gary Gershoff/Getty Images

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

12/03/2019 12h14

As atrizes Felicity Huffman, indicada em 2006 ao Oscar de melhor atriz por sua atuação em "Transamérica", e Lori Loughlin, conhecida por interpretar Rebecca Donaldson-Katsopolis na série "Três é Demais", foram detidas e estão sendo investigadas por pagar suborno para que seus filhos fossem aprovados no vestibular. Elas deverão ser soltas após prestar depoimentos. A informação foi publicada pelo site TMZ.

O suborno teria sido pago pelos investigados para que os filhos fossem aprovados em escolas de alto nível, como Georgetown, Stanford, UCLA e Yale como atletas recrutados, independentemente de suas capacidades atléticas de fato.

Além delas, dezenas de treinadores da divisão de futebol americano universitário, a NCAA Division I, também foram incluídos nas investigações.

Felicity Huffman e William H. Macy recebem estrelas na Calçada Da Fama no mesmo dia (7/3/12) - Chris Pizzello/AP Photo - Chris Pizzello/AP Photo
Felicity Huffman e William H. Macy recebem estrelas na Calçada Da Fama em 2012
Imagem: Chris Pizzello/AP Photo

Documentos apresentados pelas autoridades mostram que as pessoas investigadas pagaram milhões em propinas para que seus filhos entrassem nessas faculdades. As investigações estão centradas em um homem da Califórnia que "ajudava estudantes a entrar na universidade". A polícia informou que os pais pagavam para essa pessoa tendo pleno conhecimento do que ele estava fazendo.

Lori e seu marido Mossimo Giannulli, foram acusados de pagar US$ 500 mil para a USC em troca das duas filhas serem aprovadas na equipe da universidade, embora elas não participassem do grupo.

Felicity e seu marido, o ator William H. Macy (indicado ao Oscar em 1997 de melhor ator coadjuvante por "Fargo"), teriam pago US$ 15 mil para que a filha mais velha fosse aprovada. Eles também tentaram fazer o mesmo esquema para a filha mais nova, mas desistiram.

Olivia Jade já passou por polêmica

Com  um canal no YouTube com quase 2 milhões de inscritos, Olivia Jade, filha de Lori Loughlin, já havia passado por uma polêmica no ano passado envolvendo sua carreira acadêmica. Na ocasião, respondendo perguntas enviadas por seus fãs, ela disse que só queria ir para a faculdade por causa das festas.

"Não sei para qual universidade eu irei, mas vou conversar com os coordenadores e para equilibrar tudo. Eu quero a experiência de ir em jogos e festas. Eu realmente não me importo com a universidade, como todos vocês sabem", disse.

Na época, Olivia foi atacada por sua frase e chamada de "ingrata" por não dar valor aos estudos.