PUBLICIDADE
Topo

Colega de "Two And a Half Men" diz que Charlie Sheen causava "caos" no set

Cena da série "Two and a Half Men" - Divulgação
Cena da série "Two and a Half Men" Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

12/03/2019 16h29

Jon Cryer confessou que Charlie Sheen causava "um pouco de caos" no set de "Two and a Half Men". Em entrevista ao "Access Live", o ator ainda disse que não fala com o seu companheiro de série "há alguns anos".

"Two and a Half Men" estreou em 2003, com Cryer e Sheen na pele de Alan e Charlie, respectivamente. Os irmãos de personalidades opostas dividiam uma casa na praia e a responsabilidade de criar o pequeno Jake (Angus T. Jones), filho de Alan.

Sheen deixou a série em 2011, após passar por uma clínica de reabilitação e disparar insultos contra o criador da comédia, Chuck Lorre, em uma entrevista. Cryer confessa que "foi difícil" ver o colega de elenco causando confusão.

"Quando eu o conheci, ele estava sóbrio há algum tempo, e mais ou menos no controle de sua vida", contou. "Ver ele seguir por este outro caminho foi a parte mais difícil do processo, mas filmar os episódios sempre era muito divertido".

"Era um set meio louco. Talvez um pouco mais louco do que eu gostaria, para ser sincero", disse ainda. "Ter Charlie por perto é como estar em uma montanha-russa o tempo todo, e por enquanto eu prefiro estar fora dela".

Sheen, atualmente aos 53 anos, tem mantido um perfil mais discreto recentemente. Em 2015, ele revelou que foi diagnosticado com HIV, e desde então tem trabalhado para manter a sobriedade.