PUBLICIDADE
Topo

Game of Thrones


Desmaios e exaustão: As revelações sobre a grande batalha do fim de "Game of Thrones"

Jon Snow and Daenerys em cena da oitava temporada de "Game of Thrones" - Divulgação
Jon Snow and Daenerys em cena da oitava temporada de "Game of Thrones" Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

04/03/2019 14h09

ATENÇÃO: O texto abaixo contém detalhes dos bastidores de "Game of Thrones". Não leia se você não quer saber o que acontece na oitava temporada.

"Game of Thrones" acumula um longo histórico de batalhas épicas - que o digam a de Hardhome, na quinta temporada, e a Batalha dos Bastardos, da sexta. Mas a do oitavo e último ano da série, que estreia em 14 de abril, promete ser a maior de todas.

À revista "Entertainment Weekly", elenco e equipe da saga de fantasia revelaram detalhes cruciais da sequência, que acontecerá em Winterfell, a terra dos Starks, e oporá boa parte dos personagens ao temido exército dos mortos, comandado pelo Rei da Noite.

Abaixo, listamos as principais revelações sobre a sequência. Confira:

Megareunião

A batalha de Winterfell vai reunir a maior quantidade de personagens da série desde o seu primeiro episódio, exibido em 2011. Espere ver nas cenas Jon Snow (Kit Harington), Daenerys Targaryen (Emilia Clarke), Tyrion Lannister (Peter Dinklage), Arya Stark (Maisie Williams), Sansa Stark (Sophie Turner) e Brienne de Tarth (Gwendoline Christie). "Você não pode ter tantos atores assim em um set, são muitos egos", brincou Harington.

Diretor experiente

O comando do episódio que traz a esperada sequência ficou a cargo de Miguel Sapochnik, o mesmo de "Hardhome" e "Batalha dos Bastardos" - por este último, ele ganhou o Emmny de melhor direção em série dramática, em 2016.

Longa duração

O conflito de Winterfell promete ser o mais longo já feito na TV e no cinema. De acordo com o diretor, só a sequência de 40 minutos de "O Senhor dos Anéis: As Duas Torres" chega perto em termos de duração - e ele teve de penar para descobrir como não cansar o púbico. "Descobri que quanto menos ação você tiver em uma sequência, melhor".

Maisie Williams sofreu para gravar batalha - Divulgação
Maisie Williams sofreu para gravar batalha
Imagem: Divulgação

"Sem precedentes"

O produtor Bryan Cogman descreve a batalha como "algo que realmente nunca foi feito antes na TV ou no cinema". "Esse confronto entre o exército dos mortos e o dos vivos é completamente sem precedentes e implacável, e há uma mistura de gêneros dentro da batalha. Há sequências dentro de sequências dentro de sequências. David Benioff e Dan Weiss [os showrunners] escreveram um quebra-cabeças incrível, e Miguel o desmontou e montou de novo. Foi cansativo, mas acho que vai impressionar a todos".

Perrengue

As filmagens para a batalha duraram nada menos do que 11 semanas. Elas aconteciam à noite em uma região rural da Irlanda do norte, sob temperaturas frequentemente abaixo de zero. 750 pessoas foram envolvidas nos trabalhos, que frequentemente iam até o início da manhã. Uma atriz, que não foi identificada pela "EW", chegou a desmaiar durante as gravações.

Atores exaustos

Para os atores, as gravações para o conflito foram extenuantes. Maisie Williams, em sua primeira batalha na história da série, definiu a experiência como "fisicamente exaustiva". "Você não pode ficar doente, você tem que cuidar de si porque tem tanta coisa a ser feita que ninguém mais pode fazer isso. Há momentos em que você quebra e só quer chorar", disse a atriz.

Iain Glen, o Jorah, concordou: "Foi a experiência mais desagradável que já tive em 'Game of Thrones'. Você dorme às sete da manhã e acorda no meio do dia tão desgastado que não consegue fazer mais nada, e então tem que voltar. Você não tem vida fora daquilo. Você tem só um bando de atores f... "

"Todo mundo reza para nunca mais ter que fazer isso", completou Rory McCann, o Cão.

Game of Thrones