Topo

Oscar


Spike Lee deu as costas para o palco para protestar vitória de "Green Book"

Spike Lee no tapete vermelho do Oscar 2019 - Reprodução/Twitter
Spike Lee no tapete vermelho do Oscar 2019 Imagem: Reprodução/Twitter

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

25/02/2019 01h57

Spike Lee ficou "furioso" com a vitória de "Green Book: O Guia" como melhor filme no Oscar 2019. Segundo o "Deadline", o cineasta ficou claramente irritado quando ouviu o nome do filme ser chamado por Julia Roberts, que apresentou a categoria.

O repórter do site relata que Lee se levantou de sua cadeira e andou até os fundos do Dolby Theatre, onde conversou brevemente com o amigo Jordan Peele, que o ajudou a produzir "Infiltrado na Klan", seu filme indicado na categoria.

Os melhores momentos do Oscar 2019

UOL Entretenimento

Depois de andar mais um pouco pelo corredor no meio da plateia, Lee voltou para o seu lugar e deu as costas para o palco enquanto os produtores de "Green Book" faziam seu discurso de agradecimento.

Em entrevista após a cerimônia, Lee esclareceu sua visão sobre a vitória de "Green Book": "Eu senti que estava sentado bem perto do campo em um jogo, e vi o árbitro fazendo uma marcação errada".

O cineasta já havia dado a entender que não ficaria feliz com uma vitória do filme. Muitos ativistas negros americanos têm feito objeções a "Green Book", especialmente depois da família de Don Shirley (o pianista interpretado por Mahershala Ali no filme) contestar a veracidade de vários eventos do roteiro.

Em uma entrevista antes do Oscar, Lee comparou uma possível vitória de "Green Book: O Guia" com o triunfo de "Conduzindo Miss Daisy" no Oscar de 1990. O longa com Morgan Freeman venceu a estatueta de melhor filme no mesmo ano em que "Faça a Coisa Certa", clássico de Lee, foi lançado -- e esnobado pela Academia.

"Toda vez que alguém dirige alguém, eu perco", brincou Lee na entrevista pós-cerimônia. "Desta vez eles mudaram uma coisa, no entanto: em 1990, eu não fui indicado. Este ano eu fui".

Errata: o texto foi atualizado
O post dizia que o teatro onde ocorreu o Oscar se chamava Kodak Theatre. O nome do local foi alterado para Dolby Theatre em 2012. A informação foi corrigida.