PUBLICIDADE
Topo

Filha de diretor de "Velozes e Furiosos" e "Triplo X" o acusa de agressão sexual

O diretor Rob Cohen de "Velozes e Furiosos" e "Triplo X" - Joe Kohen/Invision/AP
O diretor Rob Cohen de "Velozes e Furiosos" e "Triplo X" Imagem: Joe Kohen/Invision/AP

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

22/02/2019 15h15

Valkyrie Weather, uma mulher transexual de 32 anos, que nasceu Kyle Cohen, está acusando o pai, o diretor Rob Cohen (de "Velozes e Furiosos" e "Triplo X") de agressão sexual, em um post publicado ontem no Facebook.

"Quando eu era muito nova, Rob usou meu corpo para a sua própria satisfação pessoal", escreveu Valkyrie. "Minha mãe testemunhou um desses ataques quando eu tinha entre 2 a 3 anos", completou. Rob Cohen respondeu que a alegação é "categoricamente falsa".

Em entrevista à revista "The Hollywood Reporter", Valkyrie afirmou que se lembra "principalmente da dor, a memória do lugar e do tempo. Apenas estando lá, no banho". Ela disse ainda que foi "tão doloroso que não conseguia verbalizar por muito tempo".

Rob disse que "espera e reza para que um dia a filha entenda que não importa o que alguém diga ou tente convencê-la de algo quando ela era criança". "É ao mesmo tempo falso e inimaginável", afirmou.

Valkyrie afirmou que a transição fez com ela realmente começasse a dissecar todos os momentos de sua infância, despertando muitos ressentimentos e amarguras. Ela contou que confrontou seu pai por e-mail durante várias semanas. "O que realmente me atingiu, inesperadamente, foi o episódio de 'Game of Thrones', 'Hold The Door'. Não foi nem mesmo uma cena de violência sexual. Foi a visão de Hodor como um garotinho no chão gritando, mergulhando em uma imensa quantidade de dor, uma convulsão".