PUBLICIDADE
Topo

The Rock x Vin Diesel: a batalha de egos que rachou "Velozes & Furiosos"

Vin Diesel e Dwayne "The Rock" Johnson em cena de "Velozes & Furiosos 5: Operação Rio" - Reprodução
Vin Diesel e Dwayne "The Rock" Johnson em cena de "Velozes & Furiosos 5: Operação Rio" Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

03/02/2019 04h00

Quem vê a franquia "Velozes & Furiosos" arrecadando bilhões nas bilheterias pode não se lembrar que a saga de Dom Toretto já passou por maus bocados -- e Dwayne "The Rock" Johnson foi um dos principais responsáveis por resgatar a marca. Mas tamanha popularidade acarretou em desavenças entre ele e Vin Diesel, e o clima ficou ainda pior quando foi anunciado "Hobbs & Shaw", um derivado sobre o seu personagem.

Mas a história entre os astros de Hollywood começou há muito tempo, quando The Rock ainda não era uma máquina de fazer dinheiro nos cinemas. Voltando para o quarto filme da franquia, que apareceu em 2009, a aposta era na nostalgia ao trazer de volta o elenco original da saga, incluindo Vin Diesel, Paul Walker e Michelle Rodriguez. Mas ainda assim, o resultado não foi o esperado. Precisava de algo a mais. 

The Rock entrou para "Velozes & Furiosos - Operação Rio" (2011) para dar um respiro e conseguiu mais gás do que aquele nitro na reta final. O filme arrecadou US$ 626 milhões nos cinemas mundiais (US$ 300 milhões a mais que o anterior) e o policial Hobbs acabou ganhando um destaque gigantesco, dividindo o protagonista com ninguém menos que Dom.

Dois anos depois, mais um filme e mais um sucesso. The Rock continuou fazendo suas estripulias que lembravam os exageros dos filmes clássicos de ação dos anos 80, e o público foi comprando ainda mais a ideia de deixar de lado os rachas que construíram a franquia para uma produção nos moldes de "Missão: Impossível".

A despedida de Paul Walker em "Velozes & Furiosos 7" (2015) arrecadou mais de US$ 1,5 bilhão e o título seguinte passou de US$ 1,2 bilhão. Agora, a franquia chega a um impasse: o próximo filme não terá The Rock, que justificou "problemas de agenda" para não se juntar a Vin Diesel mais uma vez nas telonas.

A treta 

Vin Diesel e Dwayne "The Rock" Johnson em pôster de "Velozes e Furiosos 8" - Reprodução - Reprodução
Vin Diesel e Dwayne "The Rock" Johnson em pôster de "Velozes e Furiosos 8"
Imagem: Reprodução

Boatos de Hollywood sobre desavenças entre The Rock e Vin Diesel começaram a circular na imprensa internacional durante as gravações de "Velozes e Furiosos 8" (2017). Quem confirmou primeiro que o clima realmente não foi nada agradável durante as gravações foi o ator Tyrese Gibson, intérprete de Roman Pearce, que escreveu no Instagram que Dwayne separou a "Família Velozes".

"Eu tentei avisar para vocês, mas todos acharam que eu estava exagerando. Eu apenas queria manter a família junta", acrescentou o ator. O recado direto foi feito algumas horas após The Rock anunciar que faria um spin-off da saga focado em seu personagem. Um dia antes, a Universal tinha confirmado que "Velozes 9" seria adiado por um ano.

Na época, Vin Diesel desconversou quando foi perguntado se realmente houve alguma rixa entre eles nas filmagens. Já The Rock, quase um ano depois, admitiu que ficou magoado com Tyrese. "Não nos falamos desde então. Uma briga precisa de duas pessoas e o que aconteceu foi uma delas se posicionando na internet. Ele passou por problemas pessoais, e hoje não vejo necessidade de termos uma relação".

Recentemente, o fortão também falou sobre a treta com Vin Diesel. "Vin e eu tivemos algumas discussões, inclusive um intenso cara a cara no meu trailer [durante a gravação]. Temos uma diferença fundamental nas filosofias de como abordamos o cinema. Demorei algum tempo para perceber, mas sou grato por essa clareza", disse ele em entrevista para a Rolling Stone sobre o motivo da briga.

Derivados e cada um no seu canto?

O trailer de "Hobbs & Shaw" mostra que o filme terá a cara de The Rock: muita ação misturada com cenas cômicas. A fórmula vem funcionando e o ator é um dos nomes mais procurados pelos estúdios de Hollywood por ser sinônimo de lucro. 

Vin Diesel não promoveu em suas redes sociais nada sobre "Hobbs & Shaw" nos últimos dias. Por outro lado, lembrou-se de cenas antigas da franquia "Velozes & Furiosos". "Obrigado pelas décadas de lealdade e amor para o próximo capítulo da nossa amada saga", escreveu o astro em uma foto com Michelle Rodriguez, presente desde a estreia da franquia. 

Mesmo não falando sobre o spin-off de The Rock, como se fosse algo separado do seu trabalho, Vin Diesel não é contra expandir a franquia. Ele mesmo anunciou em outubro de 2018 que "Velozes & Furiosos" teria um filme focado apenas nas personagens femininas. O ator será produtor do projeto, que contará com roteiristas de "Capitã Marvel" e "Guardiões da Galáxia".

The Rock disse que tem chance de voltar para "Velozes & Furiosos 10", que chega aos cinemas em abril de 2021, porque "tem coisas ainda para serem resolvidas entre Hobbs e Dom" -- talvez a vida possa imitar a arte neste ponto. Porém, sua prioridade no momento é o seu projeto solo.

"Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw", que ainda tem Jason Statham e Idris Elba no elenco, chega aos cinemas em 1 de agosto.

Filmes e séries