Topo

Pop


Maroon 5 cancela coletiva de imprensa pré-Super Bowl para evitar polêmicas

Bruna Prado/UOL
Adam Levine toca guitarra durante segundo show do Maroon 5 no Rock in Rio 2017 Imagem: Bruna Prado/UOL

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

30/01/2019 09h07

O Maroon 5 vai quebrar mais uma tradição do Super Bowl. Enquanto se prepara para o show do domingo (3), a banda anunciou que não vai comparecer à tradicional coletiva de imprensa pré-jogo, realizada pelos artistas que tocaram no show do intervalo em anos anteriores.

Segundo o "Deadline", a liga de futebol americano NFL, que organiza o jogo, soltou uma declaração sobre o cancelamento: "O Maroon 5 está preparando um show do intervalo para o Super Bowl que vai exceder as expectativas para o evento. Visto que é tudo sobre a música, os artistas decidiram deixar que o seu show falasse por si mesmo".

A decisão quase certamente reflete as polêmicas que cercaram a escalação do Maroon 5 para o Super Bowl de 2019. A banda tem sido pressionada para cancelar sua participação no evento pelos fãs, graças a uma polêmica envolvendo a NFL e o jogador Colin Kaepernick.

Kaepernick diz ter sido "exilado" pela liga de futebol americano após iniciar uma onda de protestos contra a desigualdade racial nos EUA. Durante alguns jogos de sua última temporada na NFL, Kaepernick ajoelhou durante a reprodução do hino nacional, e desde então não encontrou posição em nenhum time da liga.

A polêmica já afetou bastante o processo de escalação e anúncio do Maroon 5 como atração do show do intervalo. Ao contrário do que aconteceu em anos anteriores, quando os artistas musicais foram anunciados e promovidos meses antes do Super Bowl, desta vez o Maroon 5 só foi oficializado no dia 13 de janeiro.

Além disso, segundo algumas reportagens, o Maroon 5 encontrou dificuldades para escalar participações especiais para o show. Por enquanto, apenas os rappers Big Boi e Travis Scott foram confirmados na apresentação.

Mais Pop