Topo

Globo de Ouro


Com pai e mãe na plateia, Sandra Oh agradece em coreano por Globo de Ouro

Reprodução
Joon-soo e Young-nam, pai e mãe de Sandra Oh no Globo de Ouro de 2019 Imagem: Reprodução

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

07/01/2019 08h21

Sandra Oh conquistou um dos troféus mais disputados do Globo de Ouro 2019 neste domingo (6): o de melhor atriz em série dramática. Confira a lista completa de vencedores. Mas o que chamou a atenção foi o emocionando discurso em coreano que ela fez em agradecimento aos seus pais (que estavam na plateia).

Sandra Oh é canadense e vem de uma família de imigrantes coreanos. Seu pai Joon-soo e sua mãe Young-nam mudaram-se para o Canadá em 1960. O pai é empresário e a mãe bioquímica.

Nas redes sociais a reação foi imediata com os fãs elogiando o gesto fofo e simbólico da atriz. Sandra Oh, que também apresentou a cerimônia ao lado de Andy Samberg, levou o prêmio por seu trabalho em "Killing Eve". Na série, exibida por aqui pelo Globoplay, ela vive Eve, uma agente do serviço secreto britânico que tenta prender uma cruel assassina.

Antes mesmo de fazer o seu discurso, Sandra viu do palco seus pais aplaudindo e soltou um suspiro: "Oh, papai!". O discurso seguiu com agradecimentos ao roteirista e produtor executivo, Phoebe Waller-Bridge e ao autor Luke Jennings. Em seguida, ela direcionou seus agradecimentos aos pais: "Há duas pessoas aqui esta noite que eu sou muito grata por estarem comigo. Gostaria de agradecer a minha mãe e ao meu pai", disse Oh, antes de dizer que os amava em coreano.

Os fãs não só comentaram o discurso como destacaram o visível orgulho que o pai de Sandra demonstrou no momento em que ela recebeu o prêmio.

Esta é a segunda vez que Sandra Oh ganha um Globo de Ouro. A primeira foi de melhor atriz coadjuvante em 2006 por seu papel em "Grey's Anatomy". Na ocasião, ela disse em uma entrevista a apresentadora Ellen DeGeneres que seguir na carreira de atriz foi desafiador. "Porque, você sabe, meus pais naquela época realmente desprezavam as artes. Era difícil. Era como um passo atrás, você sabe, como uma prostituição", contou.

Newsletters

Receba por email as principais notícias do UOL sem pagar nada.

Quero receber