Topo

Guto Barros, autor de "Você Não Soube me Amar", morre aos 61 anos

Tita Berredo/Reprodução/Facebook
O guitarrista e compositor Guto Barros Imagem: Tita Berredo/Reprodução/Facebook

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

2018-12-26T15:35:04

26/12/2018 15h35

O guitarrista e compositor carioca Guto Barros, ex-parceiro de Lobão e autor de sucessos dos anos 1980 como "Você Não Soube me Amar", da Blitz, morreu nesta terça (24) no Rio aos 61 anos. A família não divulgou a causa da morte do músico.

"É com muito pesar que comunicamos que nosso querido pai Guto Barros faleceu hoje em paz. As composições e trabalhos musicais incríveis que ele deixou estarão para sempre nesse mundo e seu carinho com quem estava ao seu redor será pra sempre uma marca em nossos corações", escreveram os familiares no Facebook.

O velório e o enterro acontecem nesta quarta (26) no cemitério de São Francisco de Paula (Catumbi), região central do Rio. "Em nome de nossa família muito obrigado pelo carinho de todos. Aqui no Facebook ele recebeu muito carinho e reconhecimento e isso fez do final da vida dele extremamente feliz!"

Atuante na cena do rock carioca dos anos 1980, que colocou o estilo em evidência na mídia nacional, Guto Barros participou do embrião da Blitz e foi peça importante para o sucesso do grupo Lobão e os Ronaldos, que lançou o cantor Lobão ao estrelato.

Entre as músicas compostas por Guto estão "Assim falou Sapaim" (1986), "Aeroplano Azul inflável' (1988) e "Greg e sua Gang" (1986), em parceria com Evandro Mesquita solo. Seu maior êxito comercial, no entanto, veio antes: "Você Não Soube me Amar" (1982), em parceria com a Blitz, um dos grandes sucessos radiofônicos do rock nacional dos anos 1980.

Guto também atuou ativamente do álbum "Ronaldo Foi pra Guerra", primeiro trabalho do grupo Lobão e os Ronaldos, assinando faixas, tocando guitarra e fazendo vocais de apoio em músicas como "Não To Entendendo", "Dr Raymundo" e "Ronaldo foi pra Guerra". Lobão, Evandro Mesquita e Ritchie lamentaram a morte do colega nas redes sociais.

Mais Rock