Topo

Geek

Tatá Werneck beija fã na CCXP: "Já beijei até o Compadre Washington"

Reprodução
Tatá Werneck deu selinho em fã durante painel da CCXP Imagem: Reprodução

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

08/12/2018 17h33

Tatá Werneck foi uma das atrações do Creators Stage, palco da CCXP 2018 (Comic Con Experience), neste sábado (8), em São Paulo. Questionada por uma fã sobre sua representatividade à frente de um talk show, um segmento dominando por homens, a apresentadora do "Lady Night", do Multishow, falou sobre o processo de conquistar esse espaço no humor.

"E não é 'mimimi' não porque sempre que falo isso alguém vem me criticar. Eu sempre fui discriminada por ser mulher fazendo coisas que as pessoas só aceitavam se fossem feitas por homens. 'Isso não é coisa de menina'. Hoje posso estar da maneira que quiser. Essa foi uma conquista aos poucos. No começo da minha carreira eu usava uma camisa enorme. Eu sentia que precisava me anular como mulher para mostrar que podia estar ali", explicou.

"Homem se faz uma coisa é engraçado, mulher é maluca. Se o [Fábio] Porchat faz é engraçado, se for a Tatá é porque ela é louca de pedra".

A pergunta da fã girou em torno principalmente do pioneirismo feminino de Tatá no meio dos talk shows apresentados por Pedro Bial, Danilo Gentili e do próprio Porchat. A comandante do "Lady Night", é claro, aproveitou para brincar.

"Tem o programa da Luciana Gimenez que é um talk show de humor, mas acho que ela não sabe disso".

"Beijei Compadre Washington e não vou beijar Nicolas?"

Ainda no painel que participou, Tatá Werneck atendeu um dos fãs que fez perguntas da plateia e aceitou o pedido do rapaz de ir até o palco para tirar uma foto. A simpatia foi tanta que a apresentadora replicou um dos momentos tradicionais do "Lady Night" e tascou um selinho nele.