Topo

Geek

Andy Serkis é recebido com status de estrela na CCXP

Renata Nogueira/UOL
Andy Serkis foi tietado nos corredores da CCXP 2018 Imagem: Renata Nogueira/UOL

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

08/12/2018 20h38

Pouco após causar um tumulto nos corredores da CCXP 2018, Andy Serkis foi recebido com status de estrela no painel do filme "Mogli - Entre Dois Mundos" neste sábado (8) -- e não ficou devendo em nada para Brie Larson, Tom Holland e Jake Gyllenhaal, que haviam passado pelo mesmo palco horas antes.

O ator, reconhecido por seus trabalhos com captura de performance em produções como "O Senhor dos Anéis" e "Planeta dos Macacos", foi tratado efusivamente por uma plateia de quase três mil pessoas, que em vários momentos ficou de pé para aplaudi-lo. 

O primeiro aconteceu logo que Serkis subiu ao palco e mandou um "vocês são os melhores fãs do mundo", em português. Os fãs o aplaudiram por quase um minuto completo, e só pararam quando foi anunciada a exibição do trailer do filme, que também é dirigido por Serkis. "Obrigado", respondeu, também em português, aos aplausos que se seguiram. 

Um segundo clipe exibido no painel exaltou a carreira do ator, lembrando seu trabalho pioneiro na captura de performance, relembrando papéis como os de Gollum, César e King Kong. A técnica também é usada no novo "Mogli", que transformou atores como Cate Blanchett e Benedict Cumbebatch em animais. O filme está disponível na Netflix desde a última sexta.

"Fizemos um trabalho de transformação do rosto do Christian na pantera, por exemplo. Você pode ver o rosto dos atores nos animais. Queria que eles fossem bem críveis e expressassem emoções", contou Serkis. 

Não foi uma tarefa fácil: desde que a primeira cena foi gravada, o filme levou quatro anos para ser concluído, principalmente por conta dos efeitos especiais. "Gollum foi criado com traços do meu rosto, mas quando falamos de animais com focinho, é mais difícil. Cada tomada passou por pelo menos cem iterações de efeitos especiais para ficar da forma que queríamos", explicou.

Demorou tanto que Serkis acabou estreando outros filmes como diretor antes, mas "Mogli" seria o seu primeiro. E ele é grato a Peter Jackson, diretor de "O Senhor dos Anéis", por tê-lo colocado nesse caminho. "Peter Jackson me deu uma grande estreia [como diretor]. Ele me pediu para ser diretor da segunda unidade de 'O Hobbit' e aprendi muito. Pude filmar com uma grande equipe e vivenciar todos os aspectos de uma filmagem".