PUBLICIDADE
Topo

"This is Us" traz bomba sobre irmão de Jack em episódio final do ano

Nicky (Michael Angarano) e o irmão Jack (Milo Ventimiglia), ao fundo, em "This is Us" - Divulgação
Nicky (Michael Angarano) e o irmão Jack (Milo Ventimiglia), ao fundo, em "This is Us" Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

28/11/2018 09h25

ATENÇÃO: SPOILERS DE "THIS IS US" A SEGUIR

O episódio desta terça-feira (27) marcou o último do drama familiar "This is Us" em 2018, e a série não poupou revelações chocantes para deixar os fãs com gostinho de "quero mais" para o ano que vem.

O capítulo "The Beginning is the End is the Beginning" revelou, por exemplo, que o irmão mais novo de Jack (Milo Ventimiglia) não morreu na Guerra do Vietnã, como ele dizia a todos os membros da família.

Visitando o país asiático, Kevin (Justin Hartley) descobre que o tio, Nicky (Michael Angarano), estava em um barco que foi alvo de um ataque de vietcongues, mas que registros do exército não o listam como um dos mortos na guerra.

Os momentos finais do episódio confirmam que Nicky sobreviveu ao mostrá-lo nos dias atuais, mais velho, vivendo em um trailer desorganizado na cidade de Bradford, Pensilvânia, poucos minutos de onde a família de Jack costumava morar.

A série não esclarece se Jack sabia que o irmão estava vivo, ou o que o levou a dizer a todos que ele havia morrido na guerra. O ator Griffin Dunne, conhecido por papéis em "Depois de Horas" e "Clube de Compras Dallas", interpreta o Nicky mais velho.

Dan Fogelman, um dos criadores da série, garantiu à "Entertainment Weekly" que a relação de Nicky e Jack será dissecada no restante da temporada. "Psicologicamente, lidamos muito com isso. Não só para revelar o que aconteceu com Nicky e quem ele é hoje em dia, mas para descobrir o que Jack sabia ou não sabia. O que ele estava escondendo? No presente, qual é a reação da família ao descobrir isso?", comentou.

Randall (Sterling K. Brown) e Beth (Susan Kelechi Watson) em "This is Us" - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Mais revelações

O capítulo não se contentou apenas em nos contar que um personagem que achamos estar morto está, na verdade, vivo. A família Pearson lidou com diversos outros dramas durante o episódio, que se desenrolarão no ano que vem.

Antes de qualquer coisa, descobrimos que o bebê de Kate (Chrissy Metz) e Toby (Chris Sullivan) é um menino. A felicidade de um casal é a tristeza de outro, porque Randall (Sterling K. Brown) é mandado dormir no sofá ao revelar para Beth (Susan Kelechi Watson) que vai desistir da eleição para a câmara municipal à qual estava concorrendo.

Enquanto isso, Deja (Lyric Ross) indica que quer manter um relacionamento mais próximo com sua mãe biológica; e Tess (Eris Baker) tem uma conversa franca com o pai em que praticamente revela sua homossexualidade, sobre a qual descobrimos no episódio da semana passada.

Por fim, voltamos ao flash-forward de 2030, onde descobrimos que Randall e Tess, em suas versões mais velhas, estão indo visitar Rebecca (Mandy Moore). Além disso, ficamos sabendo que a relação dele com Beth não é boa, e que ela se torna dona de um estúdio de dança.

"Descobrir que todos estão indo visitar Rebecca é um pedaço de informação importante, mas não revela tudo. Ainda temos muito a contar para que os fãs saibam como está Rebecca no futuro, e o que está acontecendo com a família", provocou Fogelman.