PUBLICIDADE
Topo

Atriz Paz de la Huerta acusa Harvey Weinstein de estupro e abre processo

A atriz Paz de la Huerta em registro feito no Tribeca Film Festival, em Nova York - Neilson Barnard/Getty Images
A atriz Paz de la Huerta em registro feito no Tribeca Film Festival, em Nova York Imagem: Neilson Barnard/Getty Images

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

13/11/2018 16h09

A atriz de Paz de la Huerta é mais uma estrela de Hollywood que acusa o produtor Harvey Weinstein de abuso sexual. Nessa segunda-feira (12), ela registrou um processo onde o acusa de tê-la estuprado duas vezes em 2010 em sua casa, em Nova York.

De acordo com informações obtidas pela Variety, De la Huerta já havia procurado a polícia de Nova York no ano passado, mas as autoridades teriam se recusado a registrar uma ocorrência naquela ocasião.

Ben Brafman, advogado de Weinstein, disse que o processo é fruto de "uma personalidade instável com uma imaginação criativa".

LEIA MAIS:

O processo detalha que De la Huerta e Weinstein se encontraram em uma festa em dezembro de 2010. O produtor teria oferecido uma carona e insistido em subir no apartamento da atriz para falar de negócios. Ela alega que o primeiro estupro aconteceu naquela ocasião.

Os documentos ainda apontam que Weinstein fez ligações para De la Huerta e, no mês seguinte, ele fez novo contato e disse que estava esperando fora de seu apartamento. A atriz, que estava bêbada, diz que foi estuprada mais uma vez neste outro encontro.

Harvey Weinstein e seu advogado, Benjamin Brafman - Kevin Hagen/Getty Images - Kevin Hagen/Getty Images
Harvey Weinstein e seu advogado, Benjamin Brafman
Imagem: Kevin Hagen/Getty Images

O processo foi registrado em Los Angeles após um terceiro encontro entre os dois, em 2011, no hotel Four Seasons. O relato aponta que a atriz teria recebido um bilhete de um funcionário do hotel enviado por Weinstein pedindo que ela fosse até seu quarto. Ela, que estaria recebendo ligações e outros convites do produtor, disse que foi até o cômodo para pedir ele para parar com o assédio. Quando abriu a porta, Weinstein estaria de roupão e mostrou suas partes íntimas enquanto a convidava para participar de um ato sexual com outra mulher nua que já estava no quarto.

Weinstein responde por apenas uma fração das denúncias de assédio e abuso sexual que pesam contra ele. O produtor foi citado por mais de 60 mulheres desde uma primeira matéria no "The New York Times" que expunha seu suposto comportamento abusivo.

Entretenimento