Topo

Filmes e séries


Robin Wright diz que mídia distorceu suas declarações sobre Kevin Spacey

Robin Wright como a Claire de "House of Cards" - Divulgação/Netflix
Robin Wright como a Claire de "House of Cards" Imagem: Divulgação/Netflix

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

30/10/2018 10h32

Robin Wright não ficou feliz com a repercussão de uma entrevista que deu à revista "Net-à-Porter" recentemente, onde disse acreditar em uma possível segunda chance para o ex-colega de "House of Cards", Kevin Spacey.

A atriz disse, na ocasião, que "todo ser humano tem a habilidade de melhorar". "Se você quiser chamar isso de uma segunda chance, eu absolutamente acredito nela. É o que chamamos de amadurecimento", acrescentou.

Em nova conversa com a "Variety", no entanto, Wright comenta que não quis desrespeitar as pessoas que denunciaram Spacey por assédio sexual. "Eu não acho que é justo pedir para que eu comente sobre isso - não é a minha vida. Eu tenho muita compaixão pelas pessoas que foram vítimas disso", disse.

"É difícil dizer qualquer coisa sobre isso para a mídia, porque os leitores só estão buscando uma boa manchete. A forma como eles destacaram alguns trechos do que eu disse fez parecer que eu estava sendo insensível com tudo isso, o que não é o caso", completou.

Sobre as denúncias de assédio em Hollywood e em outros ambientes de trabalho, Wright disse acreditar que elas marcam "o início de uma nova era". "A energia definitivamente mudou. Especialmente porque, se uma nova geração cresce sabendo o que é certo e o que é errado, as coisas mudam", refletiu.

Wright destacou também a forma como lutou por um salário igual ao de Spacey antes mesmo de assumir a liderança "solo" de "House of Cards" na sexta temporada. "Eu e ele fazíamos a mesma quantidade de trabalho, então tínhamos que receber o mesmo. Parece-me muito simples", disse.

A atriz não tem medo do rótulo de feminista. "Nós, mulheres, não queremos ser exatamente iguais aos homens. Queremos ser tratadas da mesma forma. É lindo ver como homens e mulheres trazem coisas diferentes para a mesa. O feminismo não quer mudar isso", completou. 

Sobre o futuro depois de "House of Cards", Wright comentou que deve se concentrar na direção. Ela adiantou que está trabalhando para tirar do papel um roteiro "belíssimo" sobre "amor perdido, amor tomado", que recebeu recentemente. "Uma vez que você experimenta a sobremesa deliciosa que é dirigir, é difícil voltar para os doces mais baratos", brincou a atriz.

A última temporada de "House of Cards" estreia em 2 de novembro.