PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Netflix e Amazon terão que cumprir cota de 30% de produções locais na Europa

Lucy Nicholson/Reuters
Imagem: Lucy Nicholson/Reuters

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

03/10/2018 13h18

O Parlamento Europeu aprovou novas regulações para serviços de streaming como Netflix e Amazon Prime Video. Segundo o "The Hollywood Reporter", as plataformas terão que cumprir uma cota de 30% de produções locais em suas bibliotecas.

As empresas também foram incentivadas pelo parlamento a investir no desenvolvimento de séries e filmes europeus, seja produzindo-os no continente ou contribuindo financeiramente para subsídios nacionais. O nível de contribuição deve ser proporcional à base de clientes da plataforma em cada país.

Leia mais

Outra determinação do parlamento é que os serviços de streaming terão que "tomar atitudes para proteger crianças de conteúdos abordando temas como violência, ódio e terrorismo, além de propagandas prejudiciais". A Netflix e suas concorrentes terão que "agir mais rápido quando ocorrerem denúncias" nesse sentido.

As regulações ainda precisam passar pelo conselho de ministros da União Europeia para aprovação formal. Os países europeus terão dois anos para começar a implementar as regras.

A Netflix e a Amazon, maiores empresas do ramo, já começaram a posicionar um aumento de produção local na Europa. Nesta semana, a Amazon apresentou uma lista de novas séries que serão produzidas no continente, e a Netflix anunciou que fundará centros de produção na França e na Espanha.

Entretenimento