Topo

Música

Charles Aznavour viria ao Brasil para shows em março, diz empresário

Foto Rio News
Charles Aznavour durante show no Espaço das Américas, em São Paulo, em maio de 2013 Imagem: Foto Rio News

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

01/10/2018 12h13

Conhecido mundialmente pela música "She", Charles Aznavour morreu nesta segunda-feira (1º) em sua casa no sul da França. O cantor, que estava com 94 anos de idade, estava com vários shows marcados e viria ao Brasil em março, confirmou ao UOL o empresário e produtor Manoel Poladian. "Ele estava em plena forma. Foi uma grande surpresa. Viria ao Brasil e depois Argentina, Chile e Peru. Ele que pediu. Conversamos na semana passada".

Segundo o empresário, que também era amigo próximo do músico, ele tinha uma grande conexão com o país. "Ele amava o Brasil de verdade. Um cidadão do mundo que não tinha fronteiras", afirmou.

Poladian conheceu Aznavour na década de 60, quando morou na França, e cultivou uma amizade com o cantor. "Era meu amigo há mais de 50 anos. Perdemos o artista do século. Uma pessoa magnífica. Aprendemos muito com ele e desfrutamos de grandes momentos. Já chorei muito".

Ainda segundo o produtor, que havia conversado com Nicolas, filho mais novo do cantor, toda a família foi pega de surpresa e estava a caminho do sul da França. O cantor francês voltou recentemente de uma turnê no Japão, e foi forçado a cancelar shows devido ao fato de ter quebrado um braço após uma queda. Ele tinha shows marcados até junho de 2019, apesar da idade avançada. "Ele sempre dizia que não iria parar. Ele era especial, humilde. Descia para tomar café da manhã no hotel com todo mundo, lia seu jornal, discutia as notícias".

No ano passado, Poladian foi até Paris para acompanhar um show de Charles Aznavour e o encontrou nos bastidores. "Ele estava com 93 anos. Era um show para oito mil pessoas, cheio de intelectuais da França. Quando cheguei no camarim, ele me disse que tinha acabado de escrever mais duas músicas e queria que eu as ouvisse no dia seguinte", disse. "Isso é só para mostrar essa vontade de produzir, essa garra que ele tinha".

Lançada originalmente em 1974, "She" ganhou inúmeras versões que também ficaram famosas, principalmente um cover de Elvis Costello no filme "Um Lugar Chamado Notting Hill", com Julia Roberts e Hugh Grant.