PUBLICIDADE
Topo

Parentes, amigos e fãs se despedem de Mr. Catra em velório com baile funk

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio de Janeiro

10/09/2018 23h38

Depois de ser velado em São Paulo, amigos, parentes, fãs e colegas de profissão deram adeus ao Mr Catra no Rio. O corpo do cantor chegou por volta das 21h30 para uma cerimônia aberta ao público no Teatro João Caetano, no Centro do Rio.

Leia mais:

Cerca de 250 pessoas compareceram nas primeiras horas do velório, marcado pela emoção da família. As três mulheres e boa parte dos 32 filhos do cantor se revezaram nos momentos de orações e cantos religiosos durante a cerimônia.

“Assim como ele foi na Terra, agora ele está na glória de Deus. A família e quem estava do lado dele sabe que ele aceitou Jesus. Deus venceu, o satanás perdeu. Ele foi levado pelos anjos do senhor”, disse a filha Tâmara, que revelou o lado religioso do pai. " Ele se converteu ao Evangelho antes de morrer".

Companheira há 20 anos, Silvia Regina Alves contou que Catra acreditava na sua recuperação. "Ele tinha fé em Deus e acreditava na sua recuperação. Wagner [nome de batismo de Catra] foi corajoso e lutou como um leão, mas infelizmente não conseguiu. Agora ficou um enorme vazio".

Velório do funkeiro Mr. Catra no Rio de Janeiro - Daniel Pinheiro /AgNews - Daniel Pinheiro /AgNews
Marcelo D2 no velório de Mr. Catra
Imagem: Daniel Pinheiro /AgNews

Silvia também assumiu que será ela quem irá cuidar da família daqui por diante. "Ele deixou uma rocha", disse ela que chegou com toda a familia em um ônibus seguindo a van que trouxe o corpo de São Paulo para o Rio.

Bastante emocionada, Valesca Popozuda pediu desculpas e não quis falar sobre o funkeiro. Já Marcelo D2 comentou sobre a amizade com o cantor há 27 anos.

"Nascemos no dia 5 de novembro e comemoramos várias vezes juntos. Ele era um dos amigos que a música me deu. Um cara super do bem, alegre, de sorriso contagiante e muito respeitado no meio. Cresceu no funk, no rap, mas o pessoal do samba, do sertanejo, da MPB gostava dele. Vou sentir muita falta."

Após o evento, por volta da meia-noite, começou o Baile do Negão, organizado pela família de Catra, apenas com músicas do funkeiro (veja o vídeo abaixo).

O cantor será sepultado às 10h desta terça (11) no Cemitério Jardim da Saudade-Sulacap,na Zona Oeste do Rio. Wagner Domingues Costa morreu aos 49 anos às 15h20 deste domingo (9) vítima de falência múltipla de órgãos em decorrência de um câncer no estômago.