Topo

Filmes e séries


"Ferrugem" vence prêmio de melhor filme em Gramado; "Benzinho" leva 4 estatuetas

Cena do filme "Ferrugem", ganhador da estatueta de Melhor Filme - Divulgação
Cena do filme "Ferrugem", ganhador da estatueta de Melhor Filme Imagem: Divulgação

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

26/08/2018 08h26

O filme "Ferrugem", de Aly Muritiba, conquistou o prêmio de melhor filme brasileiro no 46º Festival de Cinema de Gramado, encerrado neste sábado (25). O longa retrata os desdobramentos dramáticos que ocorrem na vida de dois adolescentes após o vazamento do vídeo íntimo de uma garota.

A obra conquistou ainda os Kikitos de melhor roteiro e melhor desenho de som.

Entretanto, o maior vencedor da noite foi o filme "Benzinho", que conquistou quatro estatuetas: melhor atriz (Karine Telles), melhor atriz coadjuvante (Adriana Esteves), melhor filme do júri popular e melhor filme do júri da crítica.

Adriana Esteves e Karine Teles em cena do filme "Benzinho", de Gustavo Pizzi; filme foi o maior ganhador do Festival de Gramado - Divulgação
Adriana Esteves e Karine Teles em cena do filme "Benzinho", de Gustavo Pizzi; filme foi o maior ganhador do Festival de Gramado
Imagem: Divulgação
O longa de Gustavo Pizzi é uma coprodução entre Brasil e Uruguai e conta a história de Irene (Telles), uma mulher que precisa se desdobrar para lidar com os problemas vividos pela irmã, Sônia (Esteves), os negócios sem sucesso e seus quatro filhos. A situação se complica quando o primogênito dela, Fernando (Konstantinos Sarris) é convidado para jogar handebol na Alemanha, e ela precisa lidar ainda com a despedida.

 O ator Osmar Prado foi premiado na categoria melhor ator pelo filme "10 Segundos Para Vencer" e Ricardo Gelli venceu na categoria de Melhor Ator Coadjuvante pelo mesmo filme. Os longas "Simonal", A Voz do Silêncio" e "A Cidade dos Piratas" também foram premiados.

O paraguaio "Las Herederas", de Marcelo Martinessi, conquistou o prêmio de melhor filme estrangeiro. Guaxuma, de Nara Normande, venceu na categoria de melhor filme de curta-metragem.

Confira a lista completa dos vencedores:

Curta-metragem brasileiro

Melhor desenho desom: Fábio Carneiro Leão, por Aquarela
Melhor trilha musical: Manoel do Norte, por A Retirada Para Um Coração Bruto
Melhor direção de Arte: Pedro Franz e Rafael Coutinho, por Torre
Melhor montagem: Thiago Kistenmacker, por Aquarela
Melhor fotografia: Beto Martins, por Nova Iorque
Melhor roteiro: Marco Antônio Pereira, por A Retirada Para Um Coração Bruto
Melhor ator: Manoel do Norte, por A Retirada Para Um Coração Bruto
Melhor atriz: Maria Tugira Cardoso, por Catadora de Gente
Prêmio especial do júri: Estamos todos aqui, de Chico Santos e Rafael Mellim
Prêmio canal brasil de curtas: Nova Iorque, de Leo Tabosa
Melhor filme do júri popular: Torre, de Nádia Mangolini
Melhor filme do júri da crítica: Torre, de Nádia Mangolini
Melhor direção: Fábio Rodrigo, por Kairo
Melhor filme: Guaxuma, de Nara Normande

Longas estrangeiros

Melhor fotografia: Nelson Waisntein, por Averno
Melhor roteiro: Marcelo Martinessi, por Las Herederas
Melhor ator: Nestor Guzzini, por Mi Mundial
Melhor atriz: Ana Brum, Margarita Irun e Ana Ivanova, por Las Herederas
Prêmio especial do júri: Averno, de Marcos Loayza
Melhor filme do júri popular: Las Herederas, de Marcelo Martinessi
Melhor filme do júri da crítica: Las Herederas, de Marcelo Martinessi
Melhor direção: Marcelo Martinessi, por Las Herederas
Melhor filme: Las Herederas, de Marcelo Martinessi

Longas brasileiros

Melhor desenho de som: Alexandre Rogoski, por Ferrugem
Melhor trilha musical: Max De Castro e Wilson Simoninha, Por Simonal
Melhor direção de arte: Yurika Yamazaki, por Simonal
Melhor montagem: Gustavo Giani, por A Voz Do Silêncio
Melhor ator coadjuvante: Ricardo Gelli, por 10 Segundos Para Vencer
Melhor atriz coadjuvante: Adriana Esteves, por Benzinho
Melhor fotografia: Pablo Baião, por Simonal
Melhor roteiro: Jessica Candal e Aly Muritiba, Por Ferrugem
Melhor ator: Osmar Prado, por 10 Segundos Para Vencer
Melhor atriz: Karine Telles, por  Benzinho
Menção honrosa: A Cidade Dos Piratas, de Otto Guerra
Melhor filme do júri popular: Benzinho, de Gustavo Pizzi
Melhor filme do júri da crítica: Benzinho, de Gustavo Pizzi
Melhor direção: André Ristum, por A Voz Do Silêncio
Melhor filme: Ferrugem, de Aly Muritiba