PUBLICIDADE
Topo

Teen Choice Awards: Quatro coisas da premiação que a TV não mostrou

Zac Efron no Teen Choice Awards 2018 - REUTERS/Mario Anzuoni
Zac Efron no Teen Choice Awards 2018 Imagem: REUTERS/Mario Anzuoni

Beatriz Amendola

Do UOL, em Los Angeles*

13/08/2018 07h22

Quase tudo o que rolou no Teen  Choice  Awards, que aconteceu neste domingo (12) em Los Angeles, foi exibido pela Warner, canal que transmitiu o evento no Brasil. "Quase tudo" porque algumas coisas só quem estava lá dentro do estádio Forum, em Los Angeles, pôde perceber. A reportagem do UOL acompanhou de perto a premiação -- à qual nossa Anitta concorreu, mas não levou -- e traz algumas verdades.

Zac Efron: o crush ainda vive

Já se vão 12 anos desde que Zac Efron surgiu como o Troy de "High School Musical", mas o crush está mais vivo do que nunca. Vencedor da categoria melhor ator de filme de drama, por "O Rei do Show", o ator de 31 anos subiu ao palco praticamente movido pelos gritos e aplausos da plateia. Foi o 12º prêmio dele na história do Teen Choice Awards (incluindo categorias como "melhor química"). E ele ainda fechou a noite com mais dois prêmios, divididos com Zendaya, seu par em "O Rei do Show": melhor colaboração musical e melhor casal de cinema.

Chris Pratt no Teen Choice Awards 2018 - REUTERS/Mario Anzuoni - REUTERS/Mario Anzuoni
Chris Pratt com sua prancha no Teen Choice Awards 2018; ele levou a melhor sobre Alden Ehrenreich
Imagem: REUTERS/Mario Anzuoni

O novo Han Solo não decolou

Estar em um filme da franquia "Star Wars" deve ser o sonho de dez entre dez atores de Hollywood. Mas não deu muito certo para Alden Ehrenreich, que vive o jovem protagonista do mal-sucedido "Han Solo: Uma História Star Wars". Quando seu nome foi anunciado pelo prêmio de melhor ator do verão (norte-americano, claro), pouquíssima gente aplaudiu. A prancha de surfe --que é o troféu da premiação-- da categoria acabou nas mãos de Chris Pratt (esse, sim, muito aplaudido), por "Jurassic World: Reino Ameaçado".

Ocupar assentos é coisa séria

Pode parecer um luxo exclusivo de Oscar, mas não é: o Teen Choice Awards também está cheio de "seat fillers", que são as pessoas designadas para ocupar os assentos durante a premiação e garantir que a plateia esteja sempre cheia diante das câmeras. Essas pessoas são identificadas por uma pulseira e, durante os intervalos, têm de ficar com os braços levantados para serem localizadas pela equipe de produção e, se necessário, serem levadas a outros lugares. Aliás, às vezes a tarefa de ocupar os assentos sobrava até para os funcionários da premiação, que tinham que ocupar um lugar ao aviso de que a transmissão televisiva iria recomeçar.

nick - Chris Pizzello/Invision/AP - Chris Pizzello/Invision/AP
Festa no palco. Nick Cannon apresenta um dos prêmios da noite no Teen Choice Awards
Imagem: Chris Pizzello/Invision/AP

Novos famosos

O prêmio é um reflexo da era dos digital influencers e agora contempla bastante a categoria, tanto na lista de indicados quanto na de convidados. Impossível sair dali sem saber o nome (ou pelo menos a existência) de alguma webcelebridade. Um dos mais assediados da plateia era Mason Ramsey, um garoto de 12 anos que ficou famoso depois de ser filmado cantando em um Walmart. O vídeo original tem mais de 56 milhões de visualizações no YouTube, e garantiu ao menino um contrato com uma gravadora.

*A repórter viajou a convite da Turner