Topo

Geek

Marvel está pressionando Disney para recontratar James Gunn, diz site

Kevin Winter/Getty Images
James Gunn e Chris Pratt em foto de 2016 na San Diego Comic Con Imagem: Kevin Winter/Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

09/08/2018 16h09

A Marvel Studios, liderada por seu chefe criativo Kevin Feige, está pressionando a Walt Disney Pictures para recontratar o diretor James Gunn, demitido de "Guardiões da Galáxia Vol. 3" quando tuítes de conteúdo ofensivo foram resgatados de sua conta na rede social.

Segundo o "Deadline", a conversa entre Marvel e Disney é resultado da declaração de lealdade a Gunn postada nas redes sociais pelo elenco de "Guardiões da Galáxia", incluindo os astros Chris Pratt, Zoe Saldana e Karen Gillan. Na mensagem, os atores declaravam repetidamente que queriam ver o diretor recontratado.

Na internet, o apoio a Gunn veio não só elenco de "Guardiões" como também dos fãs, que começaram uma petição a favor da recontratação do diretor. Mais de 374 mil pessoas já colocaram seus nomes no abaixo-assinado virtual, que pode ser encontrado aqui.

O próprio Gunn, enquanto isso, manteve uma atitude de contrição quanto ao caso, se desculpando diversas vezes pelo conteúdo dos tweets, que incluíam piadas sobre pedofilia e estupro, postadas há anos atrás. O cineasta chegou a dizer que respeitava a decisão da Disney e estava pronto para sofrer as consequências.

Gunn já havia finalizado o roteiro de "Guardiões da Galáxia Vol. 3", e estava preparado para começar a pré-produção. A Disney ainda planeja, oficialmente, lançar o filme em 2020.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!