Topo

Livros e HQs


Preparando filme, criador de Garfield aconselha Mauricio de Sousa: "Relaxe"

Reprodução
O cartunista americano Jim Davis, que prepara filme e está levando Garfileld para a China Imagem: Reprodução

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

08/08/2018 04h00

Caso viesse ao mundo em 2018, Garfield levaria a mesma vida mansa de sombra, lasanha e água fresca, só que seria um felino bem mais tecnológico. Sua rotina se resumiria a séries em streaming e a comida delivery entregue por drones, o que já está virando realidade. A opinião é do próprio cartunista Jim Davis, criador do personagem, que confessa que, se pudesse voltar no tempo, pularia etapas.

“Em 1978, quando a primeira tirinha estreou nos jornais, o Garfield era mais corpulento e tinha olhos e pés pequenos. Ao longo de um ano, seus olhos ficaram maiores e ele se tornou um pouco mais proporcional. Então, se ele nascesse hoje, acho que eu começaria já com sua versão mais harmônica”, diz Davis ao UOL, em entrevista feita por e-mail.

Em 2018, o gato preguiçoso mais amado do mundo completou 40 anos mais em forma (rotunda) do que nunca. Sempre universal e "alienado", Garfield entrou para o "Guinness", o livro dos recordes, como a tirinha mais distribuída no mundo, publicada em cerca de 2.600 revistas e jornais. Os negócios gerados por Garfield, principalmente via licenciamento, fazem de Davis um dos autores mais ricos do mundo, com fortuna avaliada em US$ 3,3 bilhões. .

Reprodução
Garfield completou 40 anos em 2018 Imagem: Reprodução

Ganhador de Emmys e astro de dois longas-metragens, Garfield quer agora invadir a China como tema de parques temáticos. Também estão nos planos de Jim Davis a produção do primeiro filme completamente animado do personagem, que está em fase inicial de desenvolvimento e terá entre seus produtores John Cohen, de “Angry Birds” e “Meu Malvado Favorito”. Segundo o estafe do cartunista, deve ser lançado daqui a “três ou quatro anos”.

Bem antes disso, Jim Davis promete dar um jeito de assistir a "Laços", o live-action da Turma da Mônica, de Mauricio de Sousa, de quem se diz fã e sempre faz questão de elogiar em entrevistas a veículos brasileiros. O filme estreia em 2019. “Nos longas do Garfield, eu deixei o caminho livre para os produtores fazerem o que sabem fazer de melhor. Então acho que eu aconselharia ao Mauricio apenas aproveitar o processo e relaxar.”

UOL - Se Garfield nascesse hoje, em que ele seria diferente? O que ele pensaria do mundo atual?

Jim Davis - Pergunta interessante. Em 1978, quando a primeira tirinha do Garfield estreou nos jornais, ele era mais corpulento e tinha olhos e pés pequenos. Ao longo de um ano, seus olhos ficaram maiores e ele se tornou um pouco mais proporcional. Então, se ele nascesse hoje, eu começaria com a versão mais simplificada.

Sobre a personalidade, eu não mudaria nada. Como Garfield é preguiçoso, acho que ele iria gostar de toda a tecnologia moderna que tornou a vida mais fácil. Ele iria adorar os serviços de streamig e os serviços entrega via drone, para poder pedir pizza por um aplicativo.

Muitos dizem que o sucesso duradouro de Garfield se deve à falta de comentários sociais ou políticos. Concorda?

O comentário social/político é o que acaba datando a tirinha. Se você olhar para as tirinhas do Garfield do início dos anos 1980, você não teria a menor ideia do que estava acontecendo politicamente, e é exatamente desse jeito que eu quero mantê-las. Há muitos grandes cartunistas editoriais por aí que são ótimos mirando políticos e costumes sociais.

Garfield existe para dar risada e ajudar as pessoas a escaparem das más notícias. Tenho certeza de que isso ajudou Garfield a ter sucesso, já que é menos provável que ele ofenda alguém ficando fora da disputa.
Jim Davis, 73 anos

Você acha que o humor menos engajado está perdendo espaço hoje?

Há espaço para todos os tipos de humor no mundo. Eu, pessoalmente, não faço humor obsceno ou dependente de palavrões. Francamente, acho que isso é muito fácil. Eu sou um fã de quadrinhos na web. Existem milhares deles, o que é ótimo para cartunistas. Há uma quantidade infinita de espaço para todos os tipos de quadrinhos.

Divulgação
A turma do Garfield Imagem: Divulgação

Você sugeriu em uma entrevista que Garfield não tem sexo, que ele poderia ser menina ou menino. Ele é de fato um menino?

Garfield é um menino. Acredito que minha citação foi que, em virtude de ser um gato, você não olha para ele e imediatamente coloca um rótulo nele. Ele não é negro nem branco. Não é jovem nem velho, não é homem nem mulher. Ele não é americano nem chinês. Ele é um gato. O que eu estava tentando dizer é que ele é universal. E lida principalmente com o comer e o dormir,  algo com o qual todos os humanos podem se relacionar. Mas, novamente, para ficar claro, Garfield é um menino. Ele muitas vezes se refere a si mesmo e seu dono Jon Arbuckle como "solteiros".

Você já disse que Garfield é o "carioca perfeito". Nós, brasileiros, seríamos preguiçosos?

Não, não estou chamando vocês de preguiçosos. Eu estou dizendo que vocês podem até ter a vida planejada, mas vocês sabem ser descontraídos e sabem como aproveitá-la, como Garfield.

Depois de uma década, como você avalia os dois filmes oficiais de Garfield? Algum arrependimento?

Sem arrependimentos. Ambos os filmes ainda estão em rotação nos serviços de streaming, então os fãs estão curtindo e eu aprendi muito com cada experiência. Estou ansioso para trabalhar com a Alcon Entertainment no primeiro filme totalmente animado de Garfield, mas ainda estamos nos primeiros estágios de desenvolvimento.

SerendipityInc/Divulgação
Imagem de "Laços", filme oficial da Turma da Mônica que estreia em 2019 Imagem: SerendipityInc/Divulgação

Mauricio de Sousa está produzindo o primeiro filme live-action da Turma da Mônica. Qual conselho você daria a ele?

Com os filmes de Garfield, tive um relacionamento muito próximo dos roteiristas, produtores e o diretor. Eu estava envolvido no processo de criação de roteiros, mas, apesar de disso, eu deixei caminho livre e os deixei fazer o que fazem de melhor. Acho que eu o aconselharia a ele aproveitar o processo e relaxar!

Quais são os próximos projetos envolvendo Garfield?

Além do filme que mencionei anteriormente, atualmente estamos trabalhando em parques temáticos da Six Flags na China. Ele escolheram o Garfield como personagem exclusivo para as áreas infantis. Trabalhar com isso tem sido muito divertido.

Na verdade, acabamos de roteirizar um passeio no parque de Zhejiang. Também estamos trabalhando com um grupo em Xangai para desenvolver o Centro de Educação Garfield Farm. Será uma experiência prática com foco em agricultura, plantio, colheita, ecologia, beleza ao ar livre e retorno à natureza. O Garfield gosta de nos manter em atividade.

Mais Livros e HQs