PUBLICIDADE
Topo

Quem é a "Jesus Lésbica" que cantou ao lado de Taylor Swift

Hayley Kiyoko, conhecida pelos fãs como "Jesus Lésbica", durante show no Coachella - Frazer Harrison/Getty Image
Hayley Kiyoko, conhecida pelos fãs como "Jesus Lésbica", durante show no Coachella Imagem: Frazer Harrison/Getty Image

Osmar Portilho

Colaboração para o UOL

28/07/2018 04h00

Taylor Swift recebeu no palco uma convidada especial durante show realizado na noite de quinta-feira (26) em Boston, nos Estados Unidos. Depois da apresentação, fãs correram para a internet para saber mais sobre aquela cantora: Hayley Kiyoko. Embora tenha números mais modestos que Taylor Swift, Hayley tem seu próprio e devoto fã-clube, que a denomina como "Jesus Lésbica" desde que estourou o hit "Girls Like Girls".

"Foi incrível ser reconhecida por uma artista como ela. Eu ainda estou em choque. Foi impressionante simplesmente ter noção de que ela sabe quem eu sou e que ela apoia minha música", disse Hayley ao site da revista "Vanity Fair". Tanto ela quanto Swift fizeram posts entusiasmados no Instagram.

Na apresentação, as duas cantaram "Curious", uma canção do álbum de estreia de Hayley, "Expectations" (2018), que fala sobre um "crush" entre garotas. A temática é parecida com "Girls Like Girls", que conta a narrativa por meio de um clipe com cara de curta-metragem. Quase que instantaneamente, Hayley se tornou ícone para as garotas, o que resultou no seu apelido de "Jesus Lésbica".

"Ninguém está fazendo algo como isso"

Hayley Kiyoko está atualmente em turnê ao lado do grupo Panic! At the Disco, cujo vocalista Brendon Urie recentemente disse ser pansexual. Ainda de acordo com o artigo publicado na "Vanity Fair", a cantora saiu de uma apresentação para atender fãs no estilo "meet & greet". Em vez de um encontro normal entre artistas e fãs, no qual selfies e abraços são comuns, a reportagem aponta que cerca de 50 fãs inundaram a cantora de perguntas. "Devo sair do armário mesmo estudando em uma escola homofóbica?" foi uma das questões levantadas.

Hayley explica que não tinha planos de ter uma carreira no qual a bandeira da comunidade gay estivesse em primeiro plano. "Eu só não queria ser conhecida somente por ser gay. Quero ser conhecida pela minha arte. E o que aconteceu é que fiquei conhecida pela minha arte, e minha arte é gay".

"Girls Like Girls"

Antes de enfrentar a carreira sozinha, Hayley estava no grupo The Stunners, que chegou a ser número de abertura de um show de Justin Bieber em 2010. Em 2013, ela resolveu apostar na carreira solo com seu primeiro EP, "A Belle to Remember". Dois anos depois veio "Girls Like Girls", cujo clipe foi dirigido por ela mesma, e tudo mudou.

"Eu decidi que ia fazer o vídeo do jeito que sempre quis. F***-se. Foi aí que comecei a ganhar fãs. Não é que eu não dividisse isso com as pessoas, mas comecei a compartilhar isso porque não tinha com quem dividir", explicou. "Todos os meus amigos são héteros, não que tenha algum problema com isso", brincou a cantora.