PUBLICIDADE
Topo

Demi Lovato recusou internação em clínica semanas antes da overdose, diz site

Demi Lovato no Rock in Rio Lisboa 2018 - Divulgação
Demi Lovato no Rock in Rio Lisboa 2018 Imagem: Divulgação

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

26/07/2018 07h37

A família e amigos de Demi Lovato tentaram internar a cantora em uma clínica por conta de sua recaída nas drogas, mas não tiveram sucesso, de acordo com o TMZ. A norte-americana de 25 anos segue hospitalizada por conta de uma overdose, mas, segundo representantes, está consciente e responsiva.

Segundo o TMZ, fontes próximas à cantora afirmaram que pessoas da equipe de Demi tentaram uma intervenção. Ao notarem que ela não estava bem há algumas semanas, a confrontaram e ofereceram assistência para que ela voltasse à sobriedade.

O plano era interná-la em uma clínica especializada. No entanto, as tentativas foram recusadas por Demi.

De acordo com o "Entertainment Tonight", a ideia da família de Demi é retomar o plano. Uma fonte, não identificada, ouvida pelo site afirmou que "Demi está se recuperando e as pessoas próximas a ela estão agradecidas por ela estar superando isto. Eles sabem o quão sortuda ela é de estar viva e ter outra chance. Sua família vai fazer tudo para ela voltar aos eixos e quer colocá-la imediatamente em um programa de reabilitação. Ela é uma lutadora e já venceu no passado, então pode ficar sóbria e limpa de novo. Sua mãe está ao seu lado."

Demi teria participado de uma festa em sua própria casa de segunda para terça-feira, virando a noite com amigos. Ela foi encontrada na manhã de terça-feira com sinais de overdose.

LEIA TAMBÉM

As fontes policiais afirmaram ao TMZ que Demi não colaborou com a equipe de emergência que atendeu ao chamado em sua casa, no fim da manhã de terça. Acreditava-se que a overdose teria sido por heroína, mas a hipótese já vem sendo descartada.

Como não foram encontradas drogas na casa da cantora, a princípio não será aberta uma investigação criminal em relação ao caso, já que não se pôde determinar se ela tinha posse de alguma substância ilegal.