Topo

Filmes e séries

Não é uma decisão insensível, diz distribuidora sobre lançar filme de Kevin Spacey

Reprodução
Kevin Spacey em cena do trailer de "Billionaire Boys Club" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

18/06/2018 21h54

Acusado de assédio por inúmeras pessoas, Kevin Spacey volta aos cinemas em agosto com "Billionaire Boys Club".

A distribuidora Vertical Enterteinment divulgou um comunicado ao "TheWrap" falando pela primeira sobre a decisão de lançar o filme mesmo com as inúmeras críticas sobre o ator.

Leia mais:

De estrela a vilão: como Kevin Spacey pode afundar filme de baixo orçamento

"Esperamos que essas alegações angustiantes relativas ao comportamento de uma pessoa - que não eram conhecidas publicamente quando o filme foi feito há quase três anos - não manchem o lançamento [do projeto]", explicou a empresa.

“Não toleramos o assédio sexual em qualquer nível e apoiamos totalmente as vítimas. Ao mesmo tempo, lançar este filme nos cinemas não é uma decisão fácil nem insensível, mas acreditamos em dar ao elenco, assim como centenas de membros da equipe que trabalharam duro no filme, a chance de ver seu produto final chegar ao público", o comunicado completa.

Kevin Spacey viu sua carreira gloriosa em Hollywood desmoronar após as acusações de assédio sexual no final do ano passado.

O vencedor de dois Oscar foi demitido de "House of Cards", no qual também era produtor executivo, e ainda foi o primeiro ator a ser apagado de um filme em "Todo o Dinheiro do Mundo", que gastou uma grana alta para regravar as cenas de seu personagem com Christopher Plummer.