Topo

Entretenimento

Acusado de abuso sexual, apresentador se manifesta e diz que foi traído

Frazer Harrison/Getty Images
Chris Hardwick e Chloe Dykstra em foto de 2014 Imagem: Frazer Harrison/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

16/06/2018 13h42

Depois da atriz e cosplayer Chloe Dykstra publicar um texto relatando anos de abusos sexuais e psicológicos ao lado de seu ex-namorado, o apresentador Chris Hardwick se manifestou.

Ele, que é apresentador de um programa da AMC que é veiculado após "The Walking Dead" nos Estados Unidos, negou as acusações. "Essas são alegações sérias por isso que demorei esse tempo para considerar tudo e responder. Meu coração ficou partido com o post de Chloe. Nossos três anos de relacionamento não foram perfeitos, nós não éramos um bom par e brigávamos, até gritávamos um com o outro, mas eu a amava e fiz o meu melhor para a apoiar de qualquer maneira e em nenhum momento a abusei sexualmente", afirmou.

Hardwick ainda afirmou que o término do relacionamento partiu dele quando descobriu que Chloe havia o traído. "Por muitas semanas após o fim ela me pediu para voltarmos e até disse que queria 'construir uma vida' e ter filhos, mas eu não queria isso com alguém infiel", continuou.

Vetado na Comic-Con e de programa

Além de seu programa "Talking With Chris Hardwick", da AMC, o ator estava escalado para ser moderador de alguns painéis da rede na Comic-Con de San Diego no mês que vem. O canal optou por tirá-lo das duas funções após as alegações.

"Nós tivemos uma relação positiva com o Chris Hardwick por muitos anos. Nós encaramos as alegações de forma bem séria. Enquanto analisamos a situação, o programa não será transmitido na AMC e Chris decidiu não moderar os painéis da Comic-Con no mês que vem.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento