Topo

Geek

Stan Lee pede ordem de restrição para se afastar de empresário

Jesse Grant/Getty Images
Stan Lee e Keya Morgan em foto de abril deste ano Imagem: Jesse Grant/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

13/06/2018 15h40

A vida de Stan Lee segue sem sossego mesmo aos 95 anos de idade. O fundador da Marvel Comics e criador de vários personagens icônicos dos quadrinhos registrou um pedido de ordem de restrição contra Keya Morgan. De acordo com o TMZ, o empresário e sócio do quadrinista teria registrado um boletim de ocorrência falso e por isso chegou a ser detido pela polícia de Los Angeles. 

Segundo a publicação, ele foi levado pela polícia de Los Angeles por volta das 13h e teve que pagar uma fiança de US$ 20 mil para aguardar o julgamento em liberdade. Sua audiência está marcada para 2 de julho.

Morgan tem cuidado dos negócios de Lee há algum tempo, no mesmo passo em que tem sido acusado de abuso contra o fundador da Marvel e é constantemente investigado pela mídia especializada por conta de rumores de desvio de dinheiro.

A Polícia de Los Angeles confirmou após algumas horas que investiga Keya Morgan por abuso de idoso. Quem entrou na justiça contra ele foi Tom Lallas, advogado que representava Stan Lee até fevereiro deste ano.

Segundo os documentos, Morgan teria isolado o fundador da Marvel Comics e colocado seu patrimônio em risco. "Ele tem negado contato com a família e outros indivíduos de sua confiança ao longo dos anos", argumentou Lallas. "Sr. Morgan realocou Mr. Lee em um ambiente nada familiar sem avisar os parentes de suas intenções".

Leia mais:

Boletim falso

Até então, a polícia não divulgou detalhes sobre os motivos da prisão, mas o artigo explica que toda a situação teria sido causada por um boletim de ocorrência registrado por ele no começo do mês. Na ocasião, Stan Lee teria sido confrontado por dois homens armados na frente de sua casa exigindo dinheiro.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!