Topo

Música

"Nunca me diverti tanto na minha vida", diz Anitta em show na Parada

Janaína Nunes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/06/2018 21h38

Parecia que estava tudo combinado. Pablo Vittar iniciou seu show na 22ª Parada do Orgulho LGBTI+ por volta das 13h30 deste domingo. A Paulista já estava cheia, mas muita gente se decepcionou quando, por volta das 14h10, a cantora resolveu parar sua apresentação por causa de uma pessoa caída na rua. O clima de frustração, no entanto, durou pouco porque Anitta, que animaria a festa a partir das 16h, decidiu subir em seu trio (um pouco mais à frente do de Pabllo) exatamente às 14h50. "Gente, eu estava tão empolgada que vim sem tomar banho. Peguei um avião (ela veio direto do México, onde ganhou um prêmio de hit do ano junto com J Balvin) e estou aqui. Vamos nos divertir!", avisou.

A carioca incendiou a Paulista com hits como "Vai Malandra", "Paradinha", "Bang", "Show das Poderosas" e sucessos da dupla Sandy & Junior, como "Imortal'  e "Quando Você Passa", e MC Loma, entre outros. Nem o frio e a garoa fina conseguiram diminuir a temperatura do público que só queria cantar e dançar ao som da cantora. Anitta parecia tratar a multidão como um gigantesco boneco e entendia exatamente o que ele queria. Tanto que cantou "Vai Malandra"um dos grandes hits do último verão três vezes.

"Nunca me diverti tanto na minha vida como hoje. Estou aqui com meus amigos e minha família. Está tudo perfeito, mas não podemos esquecer que hoje também é um dia de luta. Meu marido está aqui. Não precisa ser gay ou lésbica para ser contra a homofobia. Estamos aqui pela causa, pela liberdade de expressão de pode ser o que a gente é", lembrou.

O discurso contra a homofobia era intercalado com música. Nem sempre o som do trio correspondia a animação de Anitta. Houve alguns problemas técnicos que foram completamente ignorados pela massa que a acompanhava. O som falhava, mas o público não. A cantora estava acompanhada por dois dançarinos, mas, a partir de um determinado momento, liberou o palco para os amigos, como a ex-BBB Ana Clara, que mais parecia uma dançarina de Anitta, tamanha sua desenvoltura durante as coreografias.

Ciente das falhas de som, Anitta disparou: "A gente está muito animado aqui em cima. O som está falhando porque estamos pulando muito. Obrigada, São Paulo, por nos proporcionar este momento!". Na sequência, para delírio da massa, ela cantou "Downtown", música que ganhou na categoria hit do ano no prêmio MTV MIAW no México. "É a primeira vez que canto a música depois de ser premiada. Muito feliz", disparou.

A carioca ficou no trio durante 1 hora e 40 minutos e não parou um minuto sequer. Após sua partida, o trio de Pablo Vittar foi o responsável por guiar a massa. A cantora voltou ao topo do seu trio elétrico e empolgou, mas nada comparado ao furacão Anitta.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!