Topo

Filmes e séries

Hulu remove "Roseanne" da plataforma e canais deixam de exibir a série

Divulgação
Cena da sitcom "Roseanne", que foi cancelada após os comentários de Roseanne Barr (centro) Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

29/05/2018 20h32

As consequências para o tuíte racista da protagonista da série "Roseanne" estão aumentando. Após a maior delas, o cancelamento pelo canal americano ABC, o Hulu removeu todos episódios de seu serviço de streaming. Paramount Network, TV Land e CMT, canais que pertencem à Viacom, também deixarão de exibir a série a partir de amanhã. As informações são da Variety.

O boicote geral vem depois de após a protagonista e produtora Roseanne Barr publicar um tuíte racista sobre Valerie  Jarrett, mulher que foi assessora do ex-presidente americano Barack Obama. "Irmandade Muçulmana e 'Planeta dos Macacos' tiveram um filho = vj", escreveu Roseanne Barr em resposta a outras publicações sobre Valerie Jarrett.

Advogada e ativista, Jarrett é negra e nasceu no Irã, filha de pais americanos. Barr, 65, é simpatizante do atual presidente americano, Donald Trump, característica que foi levada para sua personagem nas telinhas.

Ela já havia se envolvido em outras controvérsias por conta de seu posicionamento político, e chegou a comparar Chelsea Clinton, filha de Bill e Hillary Clinton, ao burro do filme "Shrek".

“Roseanne”, uma sitcom que se propunha a retratar a classe trabalhadora americana, ficou no ar originalmente entre 1988 e 1997 e fez grande sucesso, frequentemente entrando na lista das séries mais assistidas dos Estados Unidos.

Na onda de revivais da TV americana, a comédia retornou para uma décima temporada em 2017 – e foi um sucesso estrondoso, com seu episódio de estreia visto por 18,44 milhões de espectadores.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!