Topo

Filmes e séries

Luta épica entre Steven Seagal e Mike Tyson salva filme ruim de doer; veja cena

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

21/05/2018 04h00

O mundo do entretenimento está lotado de batalhas épicas. Quem aí se lembra de Bruce Lee x Chuch Norris em "O Vôo do Dragão" ou Goku x Freeza na animação "Dragon Ball Z"? Pois agora temos mais um momento icônico do cinema de ação: o confronto entre Steven Seagal e Mike Tyson.

"China Salesman" é baseado em uma história real de um especialista em T.I que enfrenta um criminoso para controlar a primeira companhia de comunicação da África. Com menos de cinco minutos de filme, a esperada luta já acontece e o vencedor é... (veja acima).

O confronto entre Tyson (um justiceiro da tribo local) e Seagal (um mercenário) mostra como cada um ficou famoso dentro do mundo da luta. O campeão dos pesos-pesados começa a se aquecer em uma briga de bar. Ele é obrigado a beber xixi após se negar a tomar um drink, e agora o monstrão saiu da jaula.

Ele bate no fortão que claramente é um dos capangas do vilão, acaba com os garçons do lugar, destrói um barril de cerveja na mão e nem pisca quando uma garrafa se espatifa depois de bater nele -- é muito engraçado!

Então, a sequência é interrompida por Seagal, que como uma garça lembra das suas décadas de experiências dentro do mundo das artes marciais.

Reprodução
Steven Seagal e Mike Tyson no pôster de "China Salesman" Imagem: Reprodução

De repente, um rugido de Tyson (alguém dê os parabéns para a editores) reverbera antes de um soco destruidor acertar... o vazio. Por outro lado, Seagal distribui um peteleco na orelha do adversário, que perde as estribeiras e leva um chute certeiro no estômago, voando como em uma versão pobre de "O Tigre e o Dragão".

Mesmo com tantos exageros e momentos engraçados, a cena é a melhor coisa do filme. A atuação de Tyson, coitado, é sofrida. Dizem as más-línguas que o diretor chinês Tan Bing teve que filmar tudo de forma linear para o ex-boxeador entender certinho o seu papel, mas a verdade é que nada convence, a não ser quando ele distribui jab e cruzados à vontade.

Também é visível que o cachê da dupla serviu para algumas cenas e só. O resto foi queimado em filmagens aéreas e tentativas de efeitos visuais.

LEIA TAMBÉM

Por onde andam? Veja astros do cinema que não participam de filmes há anos  

Como uma mordida de cachorro rachou o elenco de "NCIS"  

Um Muppet ejaculando? Fantoches ganharam um filme adulto; veja o trailer

No meio do filme, Seagal já é página virada e quem dá o ar da graça é apenas Tyson. Em um dos melhores momentos, o peso-pesado faz um discurso emocionante. "Vocês realmente querem que seus amigos morram, é isso mesmo? Eu admito: sou um pecador. Eu pequei contra meu povo e contra África. Irmãos e irmãs, larguem seus ódios e vocês encontrarão paz". E então ele chora. Trágico.

E por falar no diretor, a vida do pobre profissional não foi nada fácil fora das câmeras também. Ele demorou meses para convencer a dupla a participar do filme, viajando o trajeto China-Estados Unidos várias vezes. O principal problema era que ninguém queria perder a luta especial. Haja ego.

"China Salesman" chega em DVD nos Estados Unidos no dia 26 de junho de 2018.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!