Topo

Filmes e séries

7 absurdos de "La Casa de Papel" que poderiam ter saído de um novelão

Do UOL, em São Paulo

10/04/2018 04h00

"La Casa de Papel", série espanhola exibida pela Netflix, caiu no gosto dos brasileiros e se transformou em um verdadeiro fenômeno, inspirando famosos e até fantasias de foliões no Carnaval. Mas mesmo quem ama a série precisa reconhecer: há momentos mirabolantes demais que poderiam competir com as invenções das novelas brasileiras -- o que não diminui em nada a nossa diversão.

Veja abaixo alguns desses momentos deliciosamente absurdos. Mas se você ainda não está em dia com a série, pode conferir primeiro a nossa lista das 5 perguntas que ela precisa responder na reta final

(ATENÇÃO: Há spoilers no texto a seguir. Não leia se não quiser saber o que acontece.)

A conversa telefônica de Salva no ferro velho

Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Um encontro entre Raquel e o Professor foi marcado em uma conversa telefônica que acontecia... enquanto ele estava em um carro, dentro de um ferro velho, sendo sacudido para cima e para baixo em um guindaste. Sério que Raquel não percebeu nada? 

O russo apagando o retrato falado

Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

O mesmo homem que sacudiu o Professor para cima e para baixo, Nikolaj, foi à polícia fazer um retrato falado dele. E até podemos acreditar que Salva tenha conseguido usar o rádio de um carro de polícia para se comunicar com o russo na tenda montada pelas autoridades em frente à Casa da Moeda. Mas que ele tenha feito isso bem na hora que seu retrato estava quase finalizado, no exato instante em que o retratista saiu (sem salvar o arquivo!), o que permitiu ao russo apagar todo o trabalho... é difícil aceitar.

O casal Professor e Raquel

Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Sim, nós torcemos pela felicidade dos dois! Mas se formos analisar a situação friamente, pela lógica, o envolvimento do casal não faz sentido nenhum: sem tempo para nada, a inspetora vai dar uma chance para o amor justamente durante o maior assalto da história da Espanha? E o criminoso, por outro lado, iria realmente arriscar se expor da forma que o fez, correndo o risco de ser descoberto E de deixar os colegas que estavam na Casa da Moeda sem suporte algum?

Denver tinha que atirar na coxa da Monica?

Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Nós vimos todos os ladrões tendo aulas de anatomia básica com o Professor – incluindo Denver. Ele pode não ser o mais brilhante do bando, mas com certeza saberia que não era uma boa ideia atirar justamente na coxa de Monica para fazer a encenação de que ela estaria morta. No membro, passa a artéria femoral, importante ligação do coração com a parte inferior do corpo – e um tiro que a atinja pode ser fatal. Custava ter dado um tiro só de raspão? Ou em uma parte menos arriscada do corpo?

A troca das provas

Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Em (mais uma) coincidência muito feliz, Salva entra na casa em que planejou o crime bem no momento em que os peritos descobrem restos dos papéis que ele queimou incrustados na lareira. Pois bem. Ele então resolve pegar uma carona com o ex-marido de Raquel, que estava transportando as provas, já com o intuito de adulterá-las. O Professor faz o rival encostar ao lado do que parece ser um local abandonado, convenientemente cheio de lixeiras. Ele encontra um jornal velho no meio do lixo e o queima para fazer a substituição. O perito, porém, chega logo em seguida para procurá-lo – e aparentemente não sente nenhum cheiro de queimado. Salva o deixa desacordado para fazer a troca e, também muito convenientemente, acha de primeira a lâmina em que a prova estava. Fácil demais, né? 

A descoberta de Raquel

Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

A segunda parte de “La Casa de Papel”, que estreou na última sexta-feira (6), trouxe um momento muito antecipado pelos fãs: quando Raquel finalmente percebe que Salva e o Professor são a mesma pessoa. O problema é que a grande epifania da inspetora foi disparada pela presença de um único fio laranja, de uma peruca que o namorado havia usado para ir disfarçado ao hospital onde Ángel estava internado. Soou forçado.

Tóquio ao estilo “Velozes e Furiosos”

Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Você é uma ladra entregue à polícia pelos seus colegas. Você é detida, mas acaba sendo libertada; ao tentar falar com o líder do grupo e não conseguir, o que você faz? A) Tenta se esconder; B) Volta à cena do crime. Dramaticamente, a segunda opção é muito melhor, sem dúvidas. Mas a sequência do retorno, apesar de empolgante, também foi difícil de engolir: de moto, Tóquio adentrou o cerco pelo ponto mais policiado e, com uma destreza invejável, conseguiu escapar das balas direcionadas a ela e entrar na Casa da Moeda. Quem sabia que ela pilotava tão bem? 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!