PUBLICIDADE
Topo

Judas Priest lança novo álbum e entra em "guerra de memes" com Iron Maiden

Judas Priest em foto promocional de "Firepower" - Divulgação
Judas Priest em foto promocional de "Firepower" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

09/03/2018 07h17

Depois de deixar os fãs curiosos, enfim o Judas Priest lançou seu novo disco. Nesta sexta-feira, a veterana banda de heavy metal -- uma das fundamentais na criação do estilo --, soltou “Firepower”, seu primeiro álbum desde 2014 (ouça abaixo). Os singles já indicavam um direcionamento mais pesado e direto da banda, o que se confirma no restante das faixas.

Mas o lançamento não foi marcado só por isso. A curiosidade é que os fãs de Judas Priest aproveitaram para tirar sarro com os do Iron Maiden.

Meme 1 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

As bandas britânicas não chegam a ser rivais, mas uma série de memes falando da superioridade do novo lançamento do Judas em relação aos mais recentes do Iron sugere que Rob Halford e companhia “não sabem brincar”.

Nas redes sociais, os fãs postaram montagens com Bruce Dickinson (vocalista) e Steve Harris (baixista) se “rendendo” a “FIREPOWER”. Em uma montagem, Harris parece segurar o novo CD do Judas e faz cara de choro.

Meme 2 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução
Meme 3 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Brincadeiras dos headbangers à parte, “Firepower” marcou um momento triste para o Judas Priest. A banda recentemente informou que o guitarrista Glenn Tipton lida com mal de Parkinson há dez anos.

Após as gravações, ele se afastou da banda e será substituído por Andy Sneap, produtor do novo disco, na próxima turnê da banda. Com isso, o Judas ficou sem seus guitarristas originais, já que K. K. Downing já havia deixado a banda em 2011.

Sucessor de “Redeemer of Souls”, de 2014, “Firepower” tem 14 faixas e quase uma hora de música. Além de Andy Sneap, a banda teve na produção Tom "Colonel" Allom, que trabalhou em clássicos como “British Steel”, na década de 1980.

Já o Iron Maiden lançou seu último disco em 2015, "The Book of Souls". O álbum foi elogiado pela maioria dos fãs à época do seu lançamento, e seguia no direcionamento sonoro mais épico dos últimos trabalhos do grupo.

Ouça "Firepower":